Lorem quis bibendum auci Lorem gravida nibh vel velit auctor aliquet. Aenean sollicitudin, lorem quis bibendum auci elit consequat ipsutis sem nibh id elit. Duis sed odio sit amet nibh vulputate cursu. Ut enim ad minim veniam.

Follow me on instagram

© 2016 Your Business Name!

Arte

Atores e atrizes trans para assistir e enaltecer

"Por que não chamam artistas Trans para interpretar um personagem Trans? Por que não convidam artistas Trans também para escrever/produzir/trabalhar/ colaborar/participar dessa história/estória, produção, grupos e coletivos artísticos/ Sets/camarins/estúdios?", pergunta o manifesto do movimento Representatividade Trans, publicado em janeiro de 2018 e que reúne profissionais trans da arte.  A resposta vem do mesmo manifesto que pode ser lido na íntegra aqui:  "Primeiro, porque o corpo trans é sistematicamente estigmatizado, hiper-sexualizado, caricaturado, fetichizado, zootificado, desumanizado e risível. Precisamos conversar como somos retratades pela grande mídia, pelos coletivos e pelos grupos artísticos; no cinema, nos canais do Youtube, que, na sua grande maioria,...

Como Teresa Cristina se tornou um grande nome para comunidade LGBT

Depois da cantora Teresa Cristina dedicar sua live do dia 28 de junho ao Orgulho LGBT (que ganhou continuação no dia seguinte)  e contar com a participação de nomes como Luis Lobianco, Zélia Duncan, Caetano Veloso, Verônica Valentino, Silvério Pereira, Duda Beat, Bia Ferreira, entre outros, anunciou que a partir deste 7 de julho, todas as edições dominicais das apresentações virtuais vão ter como temática a comunidade.  A cantora carioca que vem encantando todo mundo com suas lives no Instagram diariamente mistura apresentações suas com entrevistas, poesias e interpretação de convidados e convidadas e vem escancarando a diversidade da comunidade. Trazendo...

38 legendarys do Vogue no Brasil para seguir no Instagram

Por Beto Rosa, auxiliar administrativo e de produção da Casa 1 A cultura Ballroom existe e resiste antes da década de 60, sendo uma expressão LGBT que teve seu boom na década de 80 no EUA, em meio da eclosão do HIV/AIDS na comunidade. Alguns filmes documentais como "Paris is Burning" (1991), a série "Pose" (2018) e o reality show "Legendary", lançado este ano, mostram o movimento que vem ressurgindo, ocupando espaços na cultura pop e celebrando as diferenças de gênero, sexualidade e raça. É difícil colocar no papel o que é a cultura Ballroom porque se trata de um conjunto de...

17 indígenas LGBT para seguir no instagram e ter muito orgulho

Post em colaboração com Carolina Castanho, educadora da Casa 1 Neste domingo, 28, é celebrado o dia do orgulho LGBT. Ao longo dos anos, o movimento vem se defrontando, ainda que a passos lentos, com as urgências das muitas intersecções que cruzam as orientações afetivo-sexuais e identidades e expressões de gênero, como raça, classe, etnias, capacitismos, etc. Neste sentido, é possível observar ao longo da história um espaço restrito para as pessoas indígenas (tanto as que vivem em aldeias quanto as que moram em centros urbanos) dentro do movimento LGBT, visto que, dentre outros motivos, o estereótipo "índio" mal foi superado. A luta LGBT precisa se voltar para...

Essa batalha de vogue levou nosso orgulho da cultura LGBT a níveis estratosféricos

A série estadunidense "Legendary" exibida pelo canal HBO Max nos EUA, chegou ao quinto episódio e nos presenteou com uma batalha de Vogue que tirou o ar de quem assistiu: https://twitter.com/portallegendary/status/1275222290859462657 O programa é uma competição entre "houses", ou casas, de Vogue, estilo de dança que tem seu berço a comunidade LGBTQIA+. Isso em linhas gerais, claro, levando em conta que o Vogue é uma cultura que envolve muitos fatores além da dança, como as relações entre integrantes da casas, a moda, maquiagem, linguagem e muito mais. A série infelizmente ainda não é exibida no Brasil e tem gerado algumas polêmicas por questões...

Projeto mapeia mulheres que trabalham na arte por toda América Latina

O projeto "Trabalhadoras da Arte Contemporânea" é uma iniciativa colaborativa para o estabelecimento de boas práticas laborais que visa consolidar e profissionalizar as cenas locais da América Latina e em novembro de 2010 começou as mapear as mulheres profissionais da cultura na América Latina. São cinco campos de atuação: artistas, curadoras, gestoras, investigadoras, críticas e galeristas de 20 países, inclusive Brasil. Acessando o mapa aqui, você pode ver as fichas completas das profissionais. No país já foram contabilizadas 490 artistas, 105 curadoras, 39 gestoras, 72 investigadoras, 25 críticas e 17 galeristas um número muito aquém da quantidades de mulheres que trabalham com cultura,  porém...

[Artigo] Notícias relacionadas parte 1: sobre a destruição de monumentos

Texto e ilustração de capa, Bruno Oliveira, coordenador de programação da Casa 1 Impelidos por uma reconhecida violência estrutural contra pessoas negras e pelo recente assassinato de George Floyd por um policial em Minneapolis (Estados Unidos) no dia 25 de maio de 2020, diversos protestos foram mobilizados mundialmente na última semana a partir da insígnia “Black Lives Matter” (ou “Vidas Negras Importam”). Em diversos dos protestos ecoavam gritos de solidariedade às comunidades negras, latinas e indígenas de seus territórios e ao próprio Floyd, como “Não consigo respirar” (frase repetida por Floyd antes de sua morte), “Sem paz, sem justiça” e “Racistas...

Monumentos racistas em São Paulo que também poderiam ser derrubados

O vídeo de uma estátua de bronze rolando o asfalto e sendo atirada em um canal por manifestantes em Bristol, no Reino Unido, ganhou as redes sociais neste último domingo, 07/06, logo pela manhã. A obra, erigida em 1895, retrata o traficante de escravos Edward Colston e foi derrubada durante protesto antirracista na cidade, em sinal de revolta ao enaltecimento de símbolos escravagistas. Motivados por esta cena, resolvemos listar alguns monumentos da cidade de São Paulo - dentre  tantos outros pelo país - que deveriam ser retirados da paisagem por justamente reverenciarem personagens ou episódios da história escravocrata e genocida da cidade e do Brasil. Vale...

Mais 19 quadrinistas e ilustradores LGBT que você precisa conhecer

Por Angelo Castro, assistente de programação da Casa 1. Colaborou Mario Cesar, organizador da POC CON.  Já destacamos uma lista de 19 quadrinistas, ilustradores e ilustradoras LGBT (que você pode conferir aqui) e falamos um pouco da importância da representatividade e de ecoarmos as vozes e vivências de pessoas LGBT, não somente falando de questões referentes às suas identidades e orientações afetivas sexuais, mas também de seu pontos de vista, desejos e experiências. Por isso, novamente com a ajuda de Mario Cesar, co-criador da POC CON trazemos mais 19 artistas para você conhecer, apoiar e compartilhar. POC CON https://www.instagram.com/p/BzB-U2zgOpz/ Tá, mas o que é POC...

Parque do Bixiga abre canal no YouTube

O movimento pelo Parque do Bixiga ganhou ontem mais um reforço. A partir de agora, o Parque abre seu canal no YouTube, com o objetivo de ampliar esforços de comunicação e manter acesa a luta pela transformação do último terreno vazio no centro de São Paulo em área verde. Em tempos de isolamento social, membros do movimento a favor do parque inauguram esta nova etapa na reivindicação política e no fomento do desejo social pela implantação do projeto, com uma programação virtual voltada para conversas, encontros, reflexões e engajamentos. De acordo com o movimento "neste momento, nós, do Parque Do Bixiga em movimento, aos poucos e com o fôlego das...