Assistência Social

Pensar Assistência Social na Casa 1 é pensar em como combater as desigualdades e também a LGBTfobia, afinal, só conseguimos viabilizar nossa atuação à partir do exercício de transformar o território do qual fazemos parte em um local seguro para todos e todas.

A partir desse entendimento, entender a pobreza, falta de acesso a políticas sociais básicas (assistência social, previdência e saúde), falta de moradia digna, entre outros agravos sociais como questões estruturais, foi fundamental para o exercício do trabalho de assistência social que desde 2017, quando a Casa 1 foi fundada, vem se aprimorando.

A atuação da assistência social na Casa 1 se desdobra em dois grandes eixos:

Atuação direta com moradores e moradoras: demandas de documentação, encaminhamentos, articulações com outros serviços e escuta.

Atendimento de público geral: encaminhamentos e escuta. Atendimento de população em situação de rua com oferta de água, banheiro, roupas e alimentos.

Em quatro anos foram mais de 40 mil atendimentos 10 mil pessoas atendidas, com 120 mil peças de roupas doadas, mais de 2 mil encaminhamentos e fortalecimento de vinculo.

Confira aqui como ajudar o trabalho da assistência social

Compartilhe: