BLOG

Festival de curtas de São Paulo volta ao presencial na 33ª edição

Uma constelação de astros e estrelas se faz presente na grande festa do curta-metragem. A 33ª edição do Festival Internacional de Curtas de São Paulo – Curta Kinoforum, que acontece no período de 18 a 28 de agosto, traz filmes com participações de nomes como Orson Welles, Fanny Ardant, Zélia Duncan, Criolo, Lea Garcia, Denise Fraga, Silvero Pereira, Enrique Diaz, Carol Duarte e Bruna Linzmeyer, entre outros.

Reconhecido como um dos mais importantes eventos mundiais dedicados ao filme de curta duração, o evento traz ainda filmes dirigidos pelas atrizes Sabrina Kouroughli, Karine Teles, Helena Ignez, Djin Sganzerla e Georgina Castro, ao lado de uma homenagem ao centenário de nascimento do cineasta italiano Pier Paolo Pasolini.

Na programação estão finalistas ao Oscar e premiados nos festivais de Cannes, Berlin, Sundance, Locarno e Tampere, além de debates discutem a arte em NFT, fake news, a importância dos coletivos e o metaverso.

Inteiramente gratuito, o festival volta a ser presencial, porém mantendo parte da programação de forma online. Estão programados 218 filmes, representando 41 países. A participação brasileira responde por 109 obras, estando representados 19 estados e o Distrito Federal. Fazem sua première mundial no festival 37 produções brasileiras inéditas.

A grade é organizada nas seções permanentes Mostra Internacional, Mostra Latino-Americana, Programas Brasileiros (este ano com Mostra Brasil e Oficinas de Realização Audiovisual), Mostra Infantojuvenil e Limite. Já os programas especiais em 2022 incluídos são: Pelas Mãos de Pasolini, Femmes Fatales, Nocturnu – Cine Fantástico e de Horror, O Efeito Queer Indígena, Curta Cinemateca, Conexão Juventudes, Por Uns Minutos a Mais, A Gente se Adapta (com filmes do Canal + francês) e duas sessões inclusivas, com recursos de acessibilidade.

Complementam a programação o seminário Conexão USP Kinoforum (nesta edição discutindo fake news e metaverso), lançamento de livros, a masterclass “Entendendo o Audiovisual em Seu Interior e Hackeando o Sistema por Dentro” (ministrada pelo cineasta Jeferson De), o webinar “Formação Audiovisual para Professores” e o encontro “A Importância do Coletivo na Produção dos Territórios Periféricos”, além de duas mesas de debate em torno da arte com NFT, que merece exposição no Museu da Imagem e do Som.   

O circuito de salas exibidoras em 2022 inclui CineSesc, Espaço Itaú de Cinema – Augusta / Anexo Sala 4, Circuito Spcine Lima Barreto / Centro Cultural São Paulo, Cinemateca Brasileira – Sala Grande Otelo e Museu da Imagem e do Som. Já o projeto Cinema na Comunidade leva filmes da programação para 17 locais, majoritariamente localizados nas periferias da cidade. As plataformas digitais de streaming parceiras são Sesc Digital, Itaú Cultural Play e Porta Curtas.

Para a diretora do Festival Internacional de Curtas de São Paulo – Curta Kinoforum, a produtora Zita Carvalhosa, “estar de volta às salas de cinema, depois de dois anos de programação exclusivamente virtual, renova nossa aposta na ideia de festival audiovisual como espaço de imersão compartilhada em conteúdos a serem fruídos e debatidos no coletivo. O conjunto de filmes aqui reunido revela que a produção recente de curta duração, no Brasil e no mundo, está antenada com os tempos atuais e os resultados alcançados trazem criatividade e potência”.

Veja a programação completa aqui.

Serviço:

33º FESTIVAL INTERNACIONAL DE CURTAS DE SÃO PAULO – CURTA KINOFORUM 

Quando: 18 a 28 de agosto de 2022 

Quanto: gratuito 

Onde: online e presencial em diferentes espaços de São Paulo

Sobre a Associação Kinoforum

Criada em 1995, a Associação Cultural Kinoforum promove atividades e projetos que apoiam o audiovisual brasileiro através de ações de formação cidadã com foco na inclusão cultural e social. Sua missão é a de promover o desenvolvimento pessoal e sociocultural por meio da linguagem audiovisual. A associação é responsável, além do O Festival Internacional de Curtas de São Paulo – Curta Kinoforum, da Oficinas Kinoforum de Formação Audiovisual, Guia Kinoforum | Festivais Audiovisuais, projeto Crítica Curta e pelas ações Kinoforum nas Telas.

Foto de capa: Divulgação/ Possa Poder

A Casa 1 é uma organização localizada na região central da cidade de São Paulo e financiada coletivamente pela sociedade civil. Sua estrutura é orgânica e está em constante ampliação, sempre explorando as interseccionalidade do universo plural da diversidade. Contamos com três frentes principais: república de acolhida para jovens LGBT (lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros) expulsos de casa, o Galpão Casa 1 que conta com atividades culturais e educativa e a Clínica Social Casa 1, que conta com atendimentos psicoterápicos, atendimentos médicos e terapias complementares, com foco na promoção de saúde mental, em especial da comunidade LGBT.

Notícias Relacionadas

Em 2024, Masp terá programação focada na diversidade LGBTQIA+

Casa 1 realiza primeira chamada aberta do ano para educadores e ofi...

Inscrições para o projeto Plataforma Conexões 2024, do Museu da Lín...

Vencedor do Prêmio de Melhor Roteiro no Festival deCannes em 2023, ...

16 filmes e séries com personagens sapatão para ver em casa

Cinema gratuito e ao ar livre apresenta “Cartas para Além dos...

Festival Mix Brasil tem programação gratuita no Teatro Sérgio Cardoso

Museu da Língua Portuguesa exibe curtas-metragens do 31º Festival M...

Festival Transforma de cinema anuncia programação

CASA 1 RECEBE EXPOSIÇÃO FOTOGRÁFICA DE CÉU RAMOS,  ARTISTA INTERSEXO

Mais de 20 filmes com temática LGBTQIA+ concorrem ao Prêmio Félix, ...

Teatro, dança e performance compõem o Tríptico A Morte da Estrela, ...