Nos dias 1 e 2 de setembro de 2021 irá acontecer o 1° Encontro Bafo: Moda e Dissidências Sexuais e de Gênero, organizado pela Coletiva Às Avessas e Afrodite UFSC, com o intuito de incentivar pesquisas e diálogos na área de moda, relacionadas às dissidências de sexualidades e gêneros. O evento será gratuito e ocorrerá no formato online, com a transmissão das mesas redondas pelo Youtube e a apresentação dos trabalhos artísticos e de pesquisa, selecionados pela comissão, pelo Zoom.

O Encontro Bafo, como primeiro evento acadêmico de moda do tipo, propõe a discussão sobre a moda através de óticas de dissidência, não apenas de gênero e sexualidades, mas também considerando outros marcadores sociais. Com o Encontro Bafo, os organizadores buscam fomentar um espaço para estas discussões tão necessárias não apenas no mercado de moda, mas também na própria pesquisa e ensino de moda no Brasil. Será um espaço para o compartilhamento de pesquisas, narrativas, e experiências de resistência ao pensamento hétero, à cisnormatividade e à colonialidade.

O evento tem duração de dois dias: durante a tarde terão apresentações dos trabalhos selecionados pela comissão científica, e durante a noite serão realizadas mesas redondas com a participação de pessoas convidadas, entre elas profissionais do mercado e pesquisadores da área de moda. A programação do evento encontra-se disponível abaixo e nas redes sociais do encontro. O 1º Encontro Bafo é desenvolvido pelo Afrodite (Laboratório Interdisciplinar de Ensino, Pesquisa e Extensão em Sexualidades – UFSC), pela Coletiva de Estudos Às Avessas: Moda, Gênero, Sexualidades e Decolonialidades e pela Rede de Estudos Decoloniais em Moda – REDeM.

Informações:
O quê: 1° Encontro Bafo
Quando: 01 e 02 de setembro de 2021
Onde: Youtube e Zoom
Inscrições em: http://inscricoes.ufsc.br/activities/6203

Maiores Informações em: encontrobafo@gmail.com
https://afrodite.paginas.ufsc.br/1o-encontro-bafo/
https://www.instagram.com/encontrobafo/

Compartilhe:

Por Casa 1

A Casa 1 é uma organização localizada na região central da cidade de São Paulo e financiada coletivamente pela sociedade civil. Sua estrutura é orgânica e está em constante ampliação, sempre explorando as interseccionalidade do universo plural da diversidade. Contamos com três frentes principais: república de acolhida para jovens LGBT (lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros) expulsos de casa, o Galpão Casa 1 que conta com atividades culturais e educativa e a Clínica Social Casa 1, que conta com atendimentos psicoterápicos, atendimentos médicos e terapias complementares, com foco na promoção de saúde mental, em especial da comunidade LGBT.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *