BLOG

Primeira diretora trans de escola em SP, recebe Título de Cidadã Paulistana

Na terça-feira (28/6), Dia Internacional do Orgulho LGBTQIA+, a Câmara Municipal de São Paulo reuniu autoridades e representantes de movimentos sociais para lembrar as lutas e os direitos adquiridos da comunidade.

No evento, Paula Beatriz de Souza Cruz, primeira mulher trans a assumir a diretoria de uma escola no Estado de São Paulo, recebeu o Título de Cidadã Paulistana. Quem apresentou a proposta foi a vereadora Erika Hilton (PSOL), primeira parlamentar trans eleita na cidade.

As informações são do Portal da Legislação Paulistana.

“Hoje é Dia Internacional do Orgulho LGBTQIA+, que lembra a Revolução de Stonewall, em 1969, e trazer essas pessoas para este espaço que ainda é muito conservador, que vai na contramão dos direitos da comunidade, é reforçar e afirmar a nossa existência, a nossa ocupação desses espaços e a necessidade de que a política também seja um instrumento de combate às desigualdades e às violências sofridas por esta população”, explicou a vereadora.

Nova Cidadã Paulistana

Nascida em Taboão da Serra (SP), em 1971, Paula Beatriz iniciou a carreira como professora aos 18 anos. Desde 2003, ela é diretora da Escola Estadual Santa Rosa de Lima, no Capão Redondo, zona sul da cidade. Sua experiência profissional caracteriza outras possibilidades de vida para gerações de pessoas da comunidade que não se enxergam pertencentes ao espaço educacional.

“Para mim, estar aqui hoje, recebendo este título, ele confirma o quanto foi dessa caminhada e, principalmente, na trajetória da educação. São 33 anos enquanto educadora, sempre permeando essas questões mesmo, de cuidado, acolhimento, do afeto e do respeito às nossas crianças. Acho que culmina, na data de hoje, 28, Dia Internacional do Orgulho LGBTQIA+, que realmente eu tenho orgulho de quem eu sou, para onde eu vou e de onde eu vim”, ressaltou a homenageada.

Sua trajetória já foi contada em filmes e em uma série documental, além de ter recebido prêmios de instituições e de autoridades. A educadora organiza várias atividades sobre o movimento LGBTQIA+ em sua escola e na comunidade e ainda lidera estudos e discussões sobre pessoas no sistema educativo. Para ela, ter recebido o Título de Cidadã Paulistana da vereadora Erika Hilton (PSOL) foi algo extremamente significativo.

“Torna-se muito simbólico, vem de quem caminha junto. Quantas caminhadas eu e Erika estávamos presentes, nas Paradas, nos movimentos. Acho que é história e fico muito feliz que ela está aqui, representando também esses corpos de travestis e transexuais”, salientou a educadora.

Para conferir o evento na íntegra, assista o vídeo:

Foto de capa: Afonso Braga | REDE CÂMARA SP

A Casa 1 é uma organização localizada na região central da cidade de São Paulo e financiada coletivamente pela sociedade civil. Sua estrutura é orgânica e está em constante ampliação, sempre explorando as interseccionalidade do universo plural da diversidade. Contamos com três frentes principais: república de acolhida para jovens LGBT (lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros) expulsos de casa, o Galpão Casa 1 que conta com atividades culturais e educativa e a Clínica Social Casa 1, que conta com atendimentos psicoterápicos, atendimentos médicos e terapias complementares, com foco na promoção de saúde mental, em especial da comunidade LGBT.

Notícias Relacionadas

Casa 1 realiza primeira chamada aberta do ano para educadores e ofi...

23ª Feira Cultural da Diversidade LGBT+ está confirmada: inscrições...

Vencedor do Prêmio de Melhor Roteiro no Festival deCannes em 2023, ...

Os quadrinhos de Alison Bechdel

Casa 1 celebra 7 anos de existência e impacto social no Bixiga 

Bloco do Johnny Hooker convida CLEO, Mateus Carrilho e Potyguara Ba...

 8 livros brasileiros LGBTQIAPN + de 2023 para ler em 2024 

Paradas LGBTQIA+ viram alvo de perseguição política no Brasil

Espetáculo teatral “INVISÍVEL” estreia em São Paulo e a...

Musical sobre ativista Herbert Daniel estreia em São Paulo no Núcle...

Casos de HIV cresceram 17% no Brasil, aponta boletim do Ministério ...

Coletiva de teatro Rainha Kong apresenta obra sobre a trajetória da...