BLOG

Em “Reintegração de Posse”, AGLEI canta o despertar de um corpo negro dissidente

Artista transmídia queer, AGLEI lançou em março seu primeiro EP solo, “Reintegração de Posse”, nas plataformas de streaming. O registro fonográfico, composto de três canções autorais, narra o despertar de consciência, a insurgência, a construção da autoestima e o empoderamento de um corpo negro dissidente, em um manifesto contra o sexismo, a lgbtfobia e o racismo estrutural.

O EP traz experimentações sonoras oriundas das vivências musicais de AGLEI e do produtor musical Gabriel Carneiro, misturando samples eletrônicos e experimentais, pagode, trance e trap. A captação, a mixagem e a masterização das gravações ficaram por conta de Lucas Catu.

A primeira faixa, “Xegay”, foi disponibilizada como single do projeto, em 2021, e ganhou videoclipe. A música aborda a fricção entre a realidade criada e imposta aos corpos dissidentes e o início da criação de si e da realidade desejável. A canção seguinte, “Pra me defender”, conta a história de uma bixa preta baiana, que se põe em estado de defesa diante dos algozes, levantando a discussão sobre o ir e vir de corpos não normativos. Já a terceira e última faixa, “Não vão nos parar”, tem a participação do duo perfo-político-musical As Mambas, ratificando a necessidade de aquilombamento. 

Digital Show

O lançamento de “Reintegração de Posse” conta também com um digital show disponível no YouTube no canal canal do artista. O vídeo está estruturado em capítulos – Despertar, Insurgir e Reintegrar – e trabalha com iluminação, dança, maquiagem e figurinos para compor um ritual de libertação, no qual AGLEI performa as três canções do EP. 

A direção audiovisual é compartilhada pela artista e Maria Mango, que assina também a concepção geral e divide a direção de fotografia com Wendel Assis. A edição e a finalização ficaram a cargo de Felipe Dias, o stylist é de Vinícius Encarnação, o still de Caique Silva, design gráfico de Mário Oliveira, design de luz de Fred Alvin e produção executiva da Essa Vibe Planejamento Cultural, com direção de produção de Nathália Luna.

O projeto tem apoio financeiro do Estado da Bahia através da Secretaria de Cultura (Prêmio Cultura na Palma da Mão/PABB) via Lei Aldir Blanc, redirecionada pela Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo, Governo Federal.

Sobre AGLEI

Natural de Santaluz, no interior da Bahia, e residente em Salvador há 12 anos, AGLEI é ator, roteirista, produtor, escritor, cantor, compositor e ativista pelos direitos LGBTQIA+. É bacharel em Interpretação Teatral pela UFBA e integra o Núcleo de Pesquisa e Extensão em Culturas, Gêneros e Sexualidades (NuCuS) da mesma instituição. Sua trajetória artística incluiu dezenas de trabalhos premiados no teatro, cinema e televisão. Na música, integrou a gayband Diva Box e estreou carreira solo em 2020.

A Casa 1 é uma organização localizada na região central da cidade de São Paulo e financiada coletivamente pela sociedade civil. Sua estrutura é orgânica e está em constante ampliação, sempre explorando as interseccionalidade do universo plural da diversidade. Contamos com três frentes principais: república de acolhida para jovens LGBT (lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros) expulsos de casa, o Galpão Casa 1 que conta com atividades culturais e educativa e a Clínica Social Casa 1, que conta com atendimentos psicoterápicos, atendimentos médicos e terapias complementares, com foco na promoção de saúde mental, em especial da comunidade LGBT.

Notícias Relacionadas

POC CON chega na 4ª edição com mais de 170 artistas, Cosplay Lip Sy...

L’homme Statue lança videoclipe para a dançante e emocional &...

Encontro de Lutas: confluências entre o Dia Internacional de combat...

VoteLGBT participa do WebSummit Rio

23ª Feira Cultural da Diversidade LGBT+ transforma o Memorial da Am...

Espetáculo LGBT+ estreia gratuitamente em bibliotecas de SP

Sem apoio institucional, professores de SP combatem LGBTfobia com c...

Movimento Indígena LGBTQIAPN+ lança manifesto durante Acampamento T...

Marina Lima celebra sua carreira em show único na Casa Natura Music...

Premiado filme espanhol, “20.000 espécies de abelha” se...

10 formas de saber mais sobre Libras e a comunidade surda

“Amor e outras Revoluções”, peça inspirada em obra de b...