BLOG

“Álcool Estima” é a nova música de Reddy Allor, a drag queen do sertanejo

A drag queen do sertanejo Reddy Allor se prepara para lançar “Álcool Estima”, seu mais novo single. Com composição assinada por Gah Bernardes, irmão e colaborador frequente da queen, a canção conta uma história de sedução. A faixa chega acompanhada do clipe, com estética inspirada pelas festas dos anos 50, com elementos e referências da cena LGBTQIA+ brasileira.

O single chega na sequência do sucesso de “Voz da Experiência”, faixa lançada em novembro de 2021 ao lado de Gah Bernardes. A música já soma mais de um milhão de plays só no Spotify e mais de 1,4 milhão de visualizações no YouTube. Reddy também participa de “Queda D’água”, música de Gabeu, um dos destaques do queernejo. 

Ainda em 2021, a queen lançou o single “Tô Surtando”, acompanhado do clipe, além do EP ASCENSÃO, primeiro da carreira de Reddy. O projeto foi apresentado faixa a faixa, com um lançamento por mês entre outubro de 2020 e janeiro de 2021. Composto por quatro músicas, o projeto traz composições autorais e de colaboradores, que incluem amigos e o irmão Gah Bernardes. O lançamento de um corpo de trabalho mais extenso ensinou muitas lições à artista e preparou toda a equipe para os desafios da carreira na música.

As referências que compõem o repertório da artista passam pelo sertanejo de Milionário & José Rico, Chitãozinho & Xororó e Bruno & Marrone, com uma grande colaboração de Maiara e Maraísa, Marília Mendonça e outras vozes do feminejo. Por meio dos amigos que se tornaram colegas de equipe, a queen passou a incorporar elementos típicos do pop ao som e a estética de Reddy Allor. 

Com “Álcool Estima”, Reddy dá a largada do ano de 2022 e prepara os fãs para o que está por vir. 

Sobre Reddy Allor:

Guilherme Bernardes Duarte é o nome por trás de Reddy Allor, a drag queen do sertanejo. Nascido em Olímpia, no interior do estado de São Paulo, Guilherme começou ainda na infância a ganhar notoriedade na região por seu trabalho ao lado do irmão, na dupla Guilherme e Gabriel. Gah Bernardes, nome artístico pelo qual o irmão se apresenta atualmente, se tornou uma das grandes referências musicais e artísticas de Reddy. 

Sempre incentivada pela família, a carreira de Guilherme na música começou ainda na infância. O interesse por este universo veio muito cedo na vida dele e do irmão, que foram influenciados por uma família extremamente musical. Em casa, os meninos acompanhavam de perto os tios e primos cantando e trabalhando com música de diferentes formas. Quando Guilherme tinha sete anos, o irmão pediu de presente de aniversário para os familiares dinheiro para comprar um violão. E assim começaram as apresentações da dupla Guilherme e Gabriel nas festas e eventos da família. Com 12 anos, a dupla já ganhava cachê por suas apresentações em festas, eventos, bares e hoteis da região.

Apesar de tímido, Guilherme sempre foi muito criativo, e encontrava na arte e na música espaço para se expressar livremente. Os shows dos meninos contavam com palcos, cenários e iluminação improvisados por Guilherme, sempre com a ajuda e incentivo da família. Ainda na infância, o menino foi levado à igreja pelos tios, e lá descobriu ainda mais formas de se expressar por meio da música e da arte. A Reddy Allor é resultado de todas as referências e aprendizados que ele acumulou desde a infância.

Quando conheceu Pabllo Vittar, que na época lançava o hit “Open Bar”, Guilherme viu na arte drag uma forma de expressão com a qual se identificou. A montação começou nas festas que ele frequentava com os amigos, e os convites para apresentações em eventos voltados para o público LGBTQ+ surgiram logo depois. A carreira musical como drag também aconteceu naturalmente. Nascia Reddy Allor.

A carreira solo de Reddy começou a se desenvolver a partir do lançamento da autoral “Tira o Olho”, apresentada em 2019. A faixa recebeu atenção de Marília Mendonça, que compartilhou o clipe com sua legião de seguidores no Twitter. A partir de então, a queen e sua equipe viram os números de visualização dispararem. O reconhecimento do single pela rainha da sofrência levou o trabalho de Reddy a novos lugares e fez com que ela e a equipe repensassem a forma como o trabalho vinha sendo desenvolvido.

Decidido a profissionalizar ainda mais o trabalho, o time começou a planejar o lançamento de  ASCENSÃO, primeiro EP da carreira de Reddy Allor. O projeto foi apresentado faixa a faixa, com um lançamento por mês entre outubro de 2020 e janeiro de 2021. Composto por quatro músicas, o projeto traz composições de Reddy e de colaboradores, que incluem amigos e o irmão Gah Bernardes. O lançamento de um corpo de trabalho mais extenso ensinou muitas lições à artista e preparou toda a equipe para os desafios da carreira na música.

Na infância, Guilherme ouvia o sertanejo de Milionário & José Rico, Bruno & Marrone, Chitãozinho & Xororó, Zezé Di Camargo & Luciano e tantos outros. Já na adolescência, com o boom do feminejo, ele começou a se aproximar mais de referências como Marília Mendonça e Maiara e Maraísa, que contribuíram com a construção da voz e da forma de cantar que marcam a carreira de Reddy até hoje. As referências da música pop chegaram até Reddy por meio dos amigos, que apresentaram referências nacionais e internacionais do gênero à artista.

A Casa 1 é uma organização localizada na região central da cidade de São Paulo e financiada coletivamente pela sociedade civil. Sua estrutura é orgânica e está em constante ampliação, sempre explorando as interseccionalidade do universo plural da diversidade. Contamos com três frentes principais: república de acolhida para jovens LGBT (lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros) expulsos de casa, o Galpão Casa 1 que conta com atividades culturais e educativa e a Clínica Social Casa 1, que conta com atendimentos psicoterápicos, atendimentos médicos e terapias complementares, com foco na promoção de saúde mental, em especial da comunidade LGBT.

Notícias Relacionadas

A história pioneira de João W. Nery em seus livros de memórias

Mahmundi faz show de sua nova turnê Amor Fati na Casa Natura Musical

Casa 1 realiza primeira chamada aberta do ano para educadores e ofi...

23ª Feira Cultural da Diversidade LGBT+ está confirmada: inscrições...

Vencedor do Prêmio de Melhor Roteiro no Festival deCannes em 2023, ...

Os quadrinhos de Alison Bechdel

Casa 1 celebra 7 anos de existência e impacto social no Bixiga 

Bloco do Johnny Hooker convida CLEO, Mateus Carrilho e Potyguara Ba...

 8 livros brasileiros LGBTQIAPN + de 2023 para ler em 2024 

Paradas LGBTQIA+ viram alvo de perseguição política no Brasil

Espetáculo teatral “INVISÍVEL” estreia em São Paulo e a...

Musical sobre ativista Herbert Daniel estreia em São Paulo no Núcle...