BLOG

Ator de “Heartstopper” fala sobre falta de representatividade bissexual

Kit Connor, conhecido por seu papel na série da Netflix “Heartstopper” como Nick Nelson, criticou a falta de personagens bissexuais em produções audiovisuais durante um painel da premiação Critic’s Choice Award. Para Connor, faltam histórias sobre homens bissexuais na mídia.

“É chocante porque uma grande parte da comunidade LGBTQIA+ é bissexual. É uma comunidade enorme, mas não conseguimos muita representação”, lamentou.

O ator também falou sobre seu personagem na série.

“Foi um verdadeiro prazer representar essa jornada. […] Não é só descobrir ou não se você é um menino atraído por outro menino. É também descobrir se tudo que ele pensava sobre sexualidade é de repente inválido ou se é algo que ele ainda deseja reconhecer. Eu acho que é uma coisa que não vemos com muita frequência”.

Em novembro desde ano, Kit assumiu ser um homem bissexual após ser pressionado pelos fãs da série.

A Casa 1 é uma organização localizada na região central da cidade de São Paulo e financiada coletivamente pela sociedade civil. Sua estrutura é orgânica e está em constante ampliação, sempre explorando as interseccionalidade do universo plural da diversidade. Contamos com três frentes principais: república de acolhida para jovens LGBT (lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros) expulsos de casa, o Galpão Casa 1 que conta com atividades culturais e educativa e a Clínica Social Casa 1, que conta com atendimentos psicoterápicos, atendimentos médicos e terapias complementares, com foco na promoção de saúde mental, em especial da comunidade LGBT.

Notícias Relacionadas

A história pioneira de João W. Nery em seus livros de memórias

Mahmundi faz show de sua nova turnê Amor Fati na Casa Natura Musical

Casa 1 realiza primeira chamada aberta do ano para educadores e ofi...

23ª Feira Cultural da Diversidade LGBT+ está confirmada: inscrições...

Vencedor do Prêmio de Melhor Roteiro no Festival deCannes em 2023, ...

Os quadrinhos de Alison Bechdel

Casa 1 celebra 7 anos de existência e impacto social no Bixiga 

Bloco do Johnny Hooker convida CLEO, Mateus Carrilho e Potyguara Ba...

 8 livros brasileiros LGBTQIAPN + de 2023 para ler em 2024 

Paradas LGBTQIA+ viram alvo de perseguição política no Brasil

Espetáculo teatral “INVISÍVEL” estreia em São Paulo e a...

Musical sobre ativista Herbert Daniel estreia em São Paulo no Núcle...