BLOG

LaMona Divine lança primeira parte do álbum “Coquetel”

O disco chega às plataformas de streaming no dia 29 de setembro

LaMona Divine te convida para tomar um “Coquetel”. O trabalho, que é o primeiro álbum de estúdio da artista, chega em duas etapas – a primeira estreia nesta quinta-feira (29), a partir das 21h no Spotify e depois da meia-noite nas demais plataformas.

Com seis faixas, “Coquetel (Parte I)” tem como single promocional a faixa “Zueira”, em parceria com a banda potiguar Luísa e os Alquimistas, e traz ainda as canções “WebRomance” e “Todo Lugar” (feat. Boombeat), também já conhecidas do público. Completam o repertório as músicas “Faroeste”, “Suadinha” (feat. Nêssa) e “Mesmo Erro”.

“O disco tem essa energia de celebração que atravessa o momento em que vivemos e marca a evolução do meu trabalho, é uma nova etapa na minha carreira”, diz LaMona, que conta ainda com o EP “Vênus Digital” (2019) em sua discografia.

Musicalmente, “Coquetel (Parte I)” é um disco essencialmente pop, assim como os trabalhos anteriores da artista, mas também carrega elementos de sonoridades como funk (paulista e carioca), pagodão baiano, brega funk e piseiro.

Já sobre os visuais, LaMona conta que a inspiração vem da moda dos anos 1990 e 2000. “São imagens fortes, pensadas como editoriais, é um disco muito estético”, revela a artista, que é formada em moda e assina a produção executiva de “Coquetel”.

“Como uma jovem que viveu nessa época, essa estética segue muito forte em mim. E ainda tem as referências trazidas pelo Jonathan Wolpert [fotógrafo], pelo Ale Montanher [diretor de arte] e pelo Miguel Cuenca [stylist], que me ajudaram a criar esse trabalho lindo, elaborando essa aura de sensualidade e glamour dos anos 2000 com um toque contemporâneo, explica LaMona. “O vestido que nós usamos na capa foi criado por Miguel e Januário com tiras de plástico, criando um clima futurista, mas com muita pele à mostra”, revelou.

“Coquetel” chega com exclusividade no Spotify no dia 29 de setembro, a partir das 21h, e depois da meia-noite nas demais plataformas de streaming.

SOBRE LAMONA DIVINE

Cantora, compositora, drag queen, dançarina e podcaster. LaMona Divine é uma artista multifacetada. Em 2019 ela lançou “Vênus Digital”, EP de estreia onde iniciou seu registro autoral, explorando sonoridades baseadas no gênero pop e em elementos de funk carioca, PC music e swing jazz, atravessados ainda por suas vivências pessoais enquanto artista LGBTQIAP+. Naquele mesmo ano, seu trabalho chamou a atenção do YouTube, quando a plataforma de vídeos a anunciou como uma das suas apostas musicais para os próximos anos através do programa NextUp Artistas. Ela também é uma das apresentadoras do
podcast “Santíssima Trindade das Perucas”, exclusivo do Spotify, ao lado de Duda Dello Russo e Bianca DellaFancy.

Instagram: https://www.instagram.com/@lamonadivine
YouTube: https://www.youtube.com/lamonadivine
Spotify: https://sptfy.com/lamonadivine

Foto de capa: Jonathan Wolpert

A Casa 1 é uma organização localizada na região central da cidade de São Paulo e financiada coletivamente pela sociedade civil. Sua estrutura é orgânica e está em constante ampliação, sempre explorando as interseccionalidade do universo plural da diversidade. Contamos com três frentes principais: república de acolhida para jovens LGBT (lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros) expulsos de casa, o Galpão Casa 1 que conta com atividades culturais e educativa e a Clínica Social Casa 1, que conta com atendimentos psicoterápicos, atendimentos médicos e terapias complementares, com foco na promoção de saúde mental, em especial da comunidade LGBT.

Notícias Relacionadas

Projeto “Lentes Coloridas” pesquisa perfil de profissionais LGBTQIA...

Casa 1 e Coletivo AMEM realizam Feira de Empregabilidade LGBTQIAPN+...

HQ Ciranda da Solidão é republicada e ganha edição especial

Conheça 10 pré-candidaturas LGBTQIA+ a prefeituras nas eleições de ...

Direitos LGBTQIAPN+ sob ataque no Congresso Nacional 

Instituições fazem mapeamento de candidaturas LGBTQIAPN+ para as el...

Com o tema “Aquilombar é Cura”, a Parada Preta 2024 aco...

Especialistas discutem os principais desafios de empregabilidade LG...

Pesquisa apresenta as maiores dificuldades das instituições LGBTQIA...

CUT lança cartilha de formação sindical como foco em pessoas trans

No fim das contas, ser orgulhosamente LGBTQIAPN+ era só moda mesmo

Senado aprova texto que cria recurso de proteção para LGBTQIA+ enca...