BLOG

Festival Transforma de cinema anuncia programação

Entre os filmes selecionadas estão 64 brasileiros e 30 internacionais. Evento acontece em Florianópolis (SC), entre os dias 22 e 28 de novembro

Reconhecida como a principal vitrine audiovisual LGBTQIAPN+ do sul do Brasil, a Transforma – Festival de Cinema da Diversidade de Santa Catarina revelou os curtas-metragens que irão colorir a quinta edição do evento, entre os dias 22 e 28 de novembro, na Sala Gilberto Gerlach, no Centro Integrado de Cultura (CIC), em Florianópolis.

Após uma minuciosa curadoria, a organização do festival selecionou 64 produções nacionais, representando todas as regiões do Brasil, e mais 30 filmes estrangeiros, provenientes de 17 países.

A quinta edição da Transforma terá mostras em sete diferentes categorias: Animaqueer, Queerança, Sapatão, Tela Trans, Transforma 50+, Panorama e Sessão Internacional.

Unicórnio de Ouro

Uma comissão de especialistas e o público participante terão a tarefa de avaliar os filmes selecionados, com exceção dos internacionais. Os vencedores, divididos em categorias especiais, terão a honra de receber o cobiçado “Troféu Unicórnio de Ouro” durante a cerimônia de encerramento do festival, que acontecerá no dia 28 de novembro.

Conheça os filmes da V Transforma:

MOSTRA ANIMAQUEER

A Cabeça e o Corpo – SC (dir. Mirian Miranda e Val Dobler)

Anjos Cingidos – PB (dir. Laercio Ferreira de Oliveira Filho, Maria Tereza Azevedo)

A Menina Atrás do Espelho – GO (dir. Iuri Moreno)

Morte TM – SP (dir. Icaro Barbosa)

Paraíso – RJ (dir. Vinicius Romadel)

Travessia – SC (dir. Ariely Cauany Suptitz)

MOSTRA QUEERANÇA

Dinho – PE (dir. Leo Tabosa)

Nem Todas as Manhãs são iguais – PB (dir. Fabi Melo)

Sereia – PR (dir. Estevan de la Fuente)

Tá fazendo sabão – BA (dir. Ianca Oliveira)

Tinha tempo que eu não via o mar – MG (dir. Guilherme Jardim)

MOSTRA SAPATÃO

Céu – SP (dir. Marcela Barbosa de Oliveira)

De noite, na cama – PE (dir. Malu Rizzo)

Duas – PR (dir. Ana Cavazzana)

I hear a Symphony – SP (dir. Nathália Ehl)

Os Diários da Flora – SP (dir. Beatriz Garcia)

Quando eu cheguei – SC (dir. Romy Huber)

MOSTRA TELA TRANS

População T – SP (dir. Magno Pinheiro)

Procuro teu auxílio para enterrar um homem – ES (dir. Anderson Bardot)

(sub)urbana – SC (dir. Vini Poffo)

Travessias – DF (dir. Ana Graziela Aguiar)

Veronica – RS (dir. Heitor Leal)

MOSTRA TRANSFORMA 50+

Entreaberta – RJ (dir. Bruna Amorim)

LGBT+60: O casamento de Angela e Willman – SP (dir. Yuri Alves Fernandes)

O Tratado do Vão Combate ou A Pequena História de uma Bixinha Qualquer – BA (dir. Márcio Januário e Henrique Drebes)

Os Animais Mais Fofos e Engraçados do Mundo – SP (dir. Renato Sircilli)

Gorete Canivete – PI (dir. Rivanildo Feitosa)

MOSTRA PANORAMA

A Jornada – GO (dir. Mateus Rosa)

A Lama da Mãe Morta – RJ (dir. Camilo Pellegrini)

Afluências – PB (dir. Iasmin Soares)

Amor by Night – PE (dir. Henrique Arruda)

Arapuca – SP (dir. Joel Caetano)

Ave Maria – RJ (dir. Pê Moreira)

Avisa se voltar – SP (dir. Jota Carmo)

Bloco dos Corações Valentes – SC (dir. Loli Menezes)

BOYCAM – RN (Rodrigo Sena, Arlindo Bezerra e Ernani Silveira)

Casa de Bonecas – MA (dir. George Pedrosa)

Consuella – PE (dir. Alexandre Figueirôa)

D’Água – MT (dir. Geo Rodrigues)

Damas.Doc – RJ (dir. Carmen Lopes)

Delas para nós – SP (dir. Luisa Vilas Boas)

Destino de filmar – PR (dir. Eduardo Reis Bueno)

Disk-Man – SC (dir. Andy Rodriguez)

Ebó de Xuxú – SP (dir. Myra Gomes)

Ficção Suburbana – RJ (dir. Rossandra Leone)

Flor de Mururé – PA (dir. Marcos Corrêa e Priscila Duque)

Homem de verdade – SP (dir. Rafael Rudolf)

Kryartura e Ganjão – SP (dir. Eduardo Ferreira)

Laura – SP (dir. Shell)

Midríase – PR (dir. Eduardo Monteiro)

No reflexo do meu nome – SC (dir. Vini Poffo e Sillas H)

Nós habíamos amado tanto y detestado sin pudor – SC (dir. Solana Llanes)

Nosso Morro, Meu Universo – PE (dir. Carol Correia, Mannu Costa)

O Orgulho Não é Junino – PB (dir. Dimas Carvalho)

O Prazer é Todo Meu – SC (dir. Vanessa Sandre)

O Tempo – RS (dir. Ellen Corrêa)

Os Finais de Domingo – CE (dir. Olavo Junior)

Orixás Center – BA (dir. Mayara Ferrão)

Promessa de um Amor Selvagem – SP (dir. Davi Mello)

Se trans for mar – SP (dir. Cibele Appes)

Sou Point 44, amor, um arco-íris multicor – RJ (dir. Márcio Nogueira Paixão)

Transparente – RJ (dir. Henrique Souza)

Transverbo – SC (dir. Oliê Cárdenas)

Vertigem – SC (dir. Djulia Marc)

SESSÃO INTERNACIONAL

28.7.1951 – Polônia (dir. Dasha Brian)

Aceso – Hungria (dir. Elissa Brito)

Ausencias – Espanha (dir. Alfonso Palazon)

Aureo & Mirele – França (dir. Filipe Galvon)

Brighton’s Beacon: A Decade of Trans Pride – Reino Unido (dir. Fox Fisher)

Clap – Bélgica (dir. Esteph Medusa)

Como hojas por el viento – Espanha (dir. Sofia Luz)

Drag You – Canadá (dir. Nadia Koro, Hadrien Daigneault-Roy, Sascha Cowan)

EL Secreto de Soraya – Espanha (dir. Talissa Lopes)

Fender Bender – Reino Unido (dir. Caroline Biagi)

Hel Questioning Out Loud – França (dir. Carolina Kzan Xavier)

Kordovero 22 – Israel (dir. Gal Primack Najari, Kedem)

La hija del diablo – Equador (dir. Elvira Durango)

La sirène en mal d’amour – França (dir. Camille Gautier)

Lastimar A Una Mosca – Argentina (dir. Tatiana Lichtensztein, Sofía Ferraro, Matías Cetrángolo, Mabel Kogan)

Le Poids des Cases – França (dir. Coline Stell)

Les Garçons Dans L’Eau – França (dir. Pawel Thomas Larue)

Mamá no quiere ir a la playa – Espanha (dir. Ana Belén Barragán Castañeda)

Melk Melk – Holanda (dir. Niek de Leeuw)

Mi Coro – Porto Rico (dir. Moréna Espiritual)

Miradas Tortuosas – México (dir. David Sanchez V)

Pensadero – Argentina (dir. Matías Dinardo)

Please, remember this night – Filipinas (dir. Joshua de Vera)

Pulpe – França (dir. Theo Beaudean)

Roque – Espanha (dir. Banni Leclerc)

Sentido y Proposito – Chile (dir. Martin Pizarro Veglia)

Tabú – Peru (dir. Analucia Morgan)

The Girl With A Gun – Reino Unido (dir. Alice Collier)

Valentina – Espanha (dir. Júlia Marcó)

Wait Your Turn – Alemanha (dir. João Carvalho)

V Transforma – Festival de Cinema da Diversidade de Santa Catarina

Instagram: @transformafest

Tik Tok: @transformafest

Facebook: facebook.com/transformafest/

Site oficial: www.festivaltransforma.com.br 

A Casa 1 é uma organização localizada na região central da cidade de São Paulo e financiada coletivamente pela sociedade civil. Sua estrutura é orgânica e está em constante ampliação, sempre explorando as interseccionalidade do universo plural da diversidade. Contamos com três frentes principais: república de acolhida para jovens LGBT (lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros) expulsos de casa, o Galpão Casa 1 que conta com atividades culturais e educativa e a Clínica Social Casa 1, que conta com atendimentos psicoterápicos, atendimentos médicos e terapias complementares, com foco na promoção de saúde mental, em especial da comunidade LGBT.

Notícias Relacionadas

Encontro de Lutas: confluências entre o Dia Internacional de combat...

VoteLGBT participa do WebSummit Rio

23ª Feira Cultural da Diversidade LGBT+ transforma o Memorial da Am...

Espetáculo LGBT+ estreia gratuitamente em bibliotecas de SP

Sem apoio institucional, professores de SP combatem LGBTfobia com c...

Movimento Indígena LGBTQIAPN+ lança manifesto durante Acampamento T...

Marina Lima celebra sua carreira em show único na Casa Natura Music...

Premiado filme espanhol, “20.000 espécies de abelha” se...

10 formas de saber mais sobre Libras e a comunidade surda

“Amor e outras Revoluções”, peça inspirada em obra de b...

28ª Parada do Orgulho LGBT+ de São Paulo, que acontece dia 2 de jun...

Conheça o Clube do Livro “Pomar”, o clube de leitura da...