BLOG

30 filmes e documentários LGBT+ para quem ama maquiagem

Por Sabrina Simões e Sol Santos, professoras do “Babadeira”, programa de maquiagem da Casa 1

Caracterizações marcantes de maquiagem, cabelo e/ou figurino são essenciais para industria do cinema, seja para construir um personagem (alguns até contando com make de efeitos especiais), seja para mostrar na história como a caracterização é importante para elevar a autoestima de cada pessoa, como podemos ver no  curta “Diamante, o bailarina” (2016), onde a montação é o que marca a mudança de personagem do boxeador Diamante para a drag queen Sahara Diamante.

Por isso preparamos aqui uma lista com 31 filmes, séries e documentários LGBTQIA+ onde a maquiagem é uma personagem essencial para a trama.

1. “A Garota Dinamarquesa” (2016; Longa metragem)

Você pode assistir no Youtube e no Looke.

2. “A Morte e Vida de Marsha P. Johnson” (2017; Documentário)

Você pode assistir no Netflix.

3. “Albert Nobbs” (2011; Longa metragem)

Tem no Looke.

4.  “Beautiful Boxer” (2003; Longa metragem)

Infelizmente não tem em serviços sob demanda mas rola achar online.

5. “Bixa Travesty” (2019; Documentário)

Tem no Youtube e no Google Play.

6. “Diamante, O Bailarina” (2016; Curta metragem)

Para assistir basta dar o play acima.

7 . “Disclosure” (2020; Documentário)

Dá para assistir no Netflix.

8. “Divinas Divas” (2016; Documentário)

É possível assistir no Now.

9. “Dzi Croquettes” (2009; Documentário)

Infelizmente não tem em serviços sob demanda mas rola achar online.

10. “Elvis e Madona” (2010; Longa metragem)

Infelizmente não tem em serviços sob demanda mas rola achar online.

11. “Força na Peruca” (2018; Documentário)

Para assistir basta dar o play acima.

12. “I am Divine” (2013; Documentário)

Infelizmente não tem em serviços sob demanda mas rola achar online.

13. “Ligue Djá – O lendário Walter Mercado” (2020; Documentário)

Você pode assistir no Netflix.

14. “Liquid Sky” (1982; Longa metragem)

Infelizmente não tem em serviços sob demanda mas rola achar online.

15.  “Madame Satã” (2002; Longa metragem)

Infelizmente não tem em serviços sob demanda mas rola achar online.

16. “Mamãe Parabólica” (1989; Curta metragem)

Para assistir basta dar o play acima.

17. “Meu Preço” (2018; Curta-metragem)

Para assistir basta dar o play acima.

18. “Minha Vida em Cor de Rosa” (1997; Longa metragem)

Infelizmente não tem em serviços sob demanda mas rola achar online.

19. “O Funeral das Rosas” (1969; Longa metragem)

Infelizmente não tem em serviços sob demanda mas rola achar online.

20. “Para Wong Foo, Obrigada por Tudo! Julie Newmar” (1995; Longa metragem)

Você pode assistir no Google Play.

21. “Paris is Burning” (1990; Documentário)

https://www.youtube.com/watch?v=o47CwiJLpes

Infelizmente não tem em serviços sob demanda mas rola achar online.

22. “Por Trás da Cortina: Todrick Hall” (2017; Documentário)

Você pode assistir no Netflix.

23. “Priscilla, A Rainha do Deserto” (1994; Longa-metragem)

Infelizmente não tem em serviços sob demanda mas rola achar online.

24. “São Paulo em Hi-Fi” (2013; Documentário)

Você pode assistir no SpCinePlay, Looke e Now.

25. “Tangerine” (2013; Longa metragem)

Infelizmente não tem em serviços sob demanda mas rola achar online.

26. “Tatuagem” (2013; Longa-metragem)

Você pode assistir no YoutubePlay e no Google Play.

27. “The Queen” (1968; Documentário)

Infelizmente não tem em serviços sob demanda mas rola achar online.

28. “The Rocky Horror Picture Show” (1975; Longa metragem)

Você pode assistir no YoutubePlay e no TelecinePlay.

29. “Uma Mulher Diferente” (1969; Longa metragem)

Infelizmente não tem em serviços sob demanda mas rola achar online.

30. “Wigstock: O Filme” (1995; Documentário)

Infelizmente não tem em serviços sob demanda mas rola achar online.

Tem mais filmes LGBT em que a make é um destaque? Conta pra gente nos comentários!

A Casa 1 é uma organização localizada na região central da cidade de São Paulo e financiada coletivamente pela sociedade civil. Sua estrutura é orgânica e está em constante ampliação, sempre explorando as interseccionalidade do universo plural da diversidade. Contamos com três frentes principais: república de acolhida para jovens LGBT (lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros) expulsos de casa, o Galpão Casa 1 que conta com atividades culturais e educativa e a Clínica Social Casa 1, que conta com atendimentos psicoterápicos, atendimentos médicos e terapias complementares, com foco na promoção de saúde mental, em especial da comunidade LGBT.

Notícias Relacionadas

Encontro de Lutas: confluências entre o Dia Internacional de combat...

VoteLGBT participa do WebSummit Rio

23ª Feira Cultural da Diversidade LGBT+ transforma o Memorial da Am...

Espetáculo LGBT+ estreia gratuitamente em bibliotecas de SP

Sem apoio institucional, professores de SP combatem LGBTfobia com c...

Movimento Indígena LGBTQIAPN+ lança manifesto durante Acampamento T...

Marina Lima celebra sua carreira em show único na Casa Natura Music...

Premiado filme espanhol, “20.000 espécies de abelha” se...

10 formas de saber mais sobre Libras e a comunidade surda

“Amor e outras Revoluções”, peça inspirada em obra de b...

28ª Parada do Orgulho LGBT+ de São Paulo, que acontece dia 2 de jun...

Conheça o Clube do Livro “Pomar”, o clube de leitura da...