BLOG

Documentário sobre jornadas de pessoas trans estreia nos cinemas

“Transversais”, longa cearense que foi destaque do Festival Mix Brasil de Cultura e Diversidade e sofreu censura do governo federal, estreia dia 24 de fevereiro nos cinemas.

É o primeiro longa do cineasta e jornalista Émerson Maranhão, com produção de Allan Deberton. No documentário, quatro pessoas trans dão depoimentos sobre suas vidas, resgatando suas histórias e processos de autoconhecimento. Nos depoimentos também tem a participação de uma mulher cisgênero, mãe de uma adolescente trans.

O governo federal tentou censurar o longa, anunciando que “não tinha cabimento fazer um filme com este tema” a portaria também tentou fazer com que ele fosse retirado do edital da Ancine, onde era finalista. A produção continuou circulando em festivais e agora fará sua estréia no circuito comercial.

“Eu gostaria muito que esse documentário pudesse contribuir para mudar esse cenário tão pavoroso em que vivemos hoje no País. Acho difícil, mas não impossível. É um trabalho de formiguinha. No entanto, se cada espectador que assistir ao filme despir seu olhar dos preconceitos costumeiros para se permitir conhecer esses personagens tão especiais, sentir suas dores e alegrias, e deixar que essas trajetórias tão bonitas e únicas toquem seu corações e mentes, acho que teremos um excelente começo”, comentou o diretor Émerson Maranhão sobre o que ele deseja transmitir com a produção.

O elenco é composto por Samilla Marques, Érikah Alcântara, Caio José e Kaio Lemos. Além de falar sobre seus processos de auto aceitação e subjetividades, eles também falam sobre como é conviver com a imcompreensão e o preconceito.

Foto de capa: Reprodução

A Casa 1 é uma organização localizada na região central da cidade de São Paulo e financiada coletivamente pela sociedade civil. Sua estrutura é orgânica e está em constante ampliação, sempre explorando as interseccionalidade do universo plural da diversidade. Contamos com três frentes principais: república de acolhida para jovens LGBT (lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros) expulsos de casa, o Galpão Casa 1 que conta com atividades culturais e educativa e a Clínica Social Casa 1, que conta com atendimentos psicoterápicos, atendimentos médicos e terapias complementares, com foco na promoção de saúde mental, em especial da comunidade LGBT.

Notícias Relacionadas

Vencedor do Prêmio de Melhor Roteiro no Festival deCannes em 2023, ...

1ª ‘Marsha’ Trans, em Brasília, teve presença de deputadas federais...

‘Desnecessária’: Alesp encerra CPI da Transição de Gênero sem concl...

Com curadoria de Mel, Casa 1 realiza VII Semana de Visibilidade Tra...

16 filmes e séries com personagens sapatão para ver em casa

Cinema gratuito e ao ar livre apresenta “Cartas para Além dos...

Museu da Língua Portuguesa exibe curtas-metragens do 31º Festival M...

Festival Transforma de cinema anuncia programação

Sesc São Paulo e Revista Cult realizam o Seminário Identidades Tran...

Exigir cirurgia para trans irem a prisões femininas é política tran...

Mais de 20 filmes com temática LGBTQIA+ concorrem ao Prêmio Félix, ...

“Não é a primeira vez que lutamos pelo nosso amor” estr...