BLOG

Duo formado por pessoas trans lança seu primeiro ep de música instrumental

Duo recém-chegado na cena da música instrumental brasileira, Luis Chamis (piano) e Stephanie Borgani (voz) apresentam seu primeiro trabalho autoral na sexta-feira, dia 10 de fevereiro, precedido pelo single “Respiro do Mar”.

O lançamento é um EP formado por três faixas, entre elas uma composição autoral de cada integrante e uma releitura do clássico “Rapaz de Bem” (Johnny Alf). O trabalho se enquadra dentro dos estilos do jazz contemporâneo e da música instrumental brasileira, sendo marcado pelo uso da voz sem letra, como instrumento, e da improvisação. O nome “Respiro” remete à sensação de alívio ao voltar a criar, estabelecer trocas e vivências depois de dois anos de pandemia. Esse sentimento de liberdade e acolhimento em meio ao caos é o que o duo espera repassar ao ouvinte. “Respiro, Vol. 1” foi gravado em São Paulo em novembro de 2022 e é a primeira de uma série de três volumes a serem lançados ao longo do ano.

“Foi um processo de nos despirmos de amarras, desfazermos e refazermos nós, desobedecermos padrões e experimentarmos desconstruir o próprio formato do duo piano e voz. Flúido, como as ondulações do mar.” – Luis Chamis

Luis Chamis é pianista, compositor e educador tansmasculino, bacharel em piano popular formado pela Faculdade Santa Marcelina e também pela Escola de Música do Estado de São Paulo – EMESP Tom Jobim. Gravou dois discos autorais em 2019,  “Oluá Poãs”, com o quarteto Motirõ, e “Quarteto Empírico”, com o guitarrista Michel Leme, e já participou de projetos em parceria com Chico Pinheiro, Ted Nash (EUA), João Donato, e João Bosco.

Stephanie Borgani é vocalista, compositora, educadora e pianista de São Paulo. Atua principalmente com a voz sem letra, enxergando a improvisação como parte importante de seu trabalho artístico na música instrumental. Já tocou com artistas como Salomão Soares, Gaia Wilmer, Tatiana Parra, Maria Schneider, e Antonio Sánchez.

Foto de capa: divulgação

A Casa 1 é uma organização localizada na região central da cidade de São Paulo e financiada coletivamente pela sociedade civil. Sua estrutura é orgânica e está em constante ampliação, sempre explorando as interseccionalidade do universo plural da diversidade. Contamos com três frentes principais: república de acolhida para jovens LGBT (lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros) expulsos de casa, o Galpão Casa 1 que conta com atividades culturais e educativa e a Clínica Social Casa 1, que conta com atendimentos psicoterápicos, atendimentos médicos e terapias complementares, com foco na promoção de saúde mental, em especial da comunidade LGBT.

Notícias Relacionadas

Documentário “Vitória Trans” estreia na Galeria Olido

Renata Peron lança biografia com dramatização e roda de autógrafos

Mutirão em Minas Gerais oferece retificação de nome para travestis ...

Oficina de canto para pessoas trans e travestis acontece em Petrolina 

Com programação especial, Casa Natura Musical celebra o Mês do Orgu...

L’homme Statue lança videoclipe para a dançante e emocional &...

Por que nova portaria do Ministério da Saúde é boa para pessoas trans

MST realiza o 1º Encontro Nacional de Travestis e Transexuais Sem T...

Marina Lima celebra sua carreira em show único na Casa Natura Music...

Primeira parlamentar travesti no estado do Rio de Janeiro lança liv...

Mahmundi faz show de sua nova turnê Amor Fati na Casa Natura Musical

1ª ‘Marsha’ Trans, em Brasília, teve presença de deputadas federais...