BLOG

IBGE coleta dados sobre identidade de gênero pela primeira vez em pesquisa

Por Lívia Batista

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) anunciou um marco significativo na Pesquisa Nacional de Demografia e Saúde de 2023, ao incluir, pela primeira vez, questões relacionadas à identidade de gênero e orientação sexual da população. Movimentos sociais LGBTQIA+ vinham reivindicando essa inclusão desde 1992.

O debate ganhou força após a divulgação dos resultados da pesquisa iniciada em 2019, que questionou pela primeira vez a orientação sexual das pessoas. Esses resultados só foram publicados em 2022 e trouxeram à tona preocupações sobre subnotificação nas pesquisas do instituto. Em setembro do ano passado, grupos do movimento LGBTQIA+ se reuniram com o IBGE para discutir a necessidade de inclusão dessas perguntas. A partir desse encontro, foi criado um grupo de trabalho para propor as questões a serem incorporadas no questionário.

A partir de agora, os participantes da pesquisa terão a opção de selecionar sua identidade de gênero, escolhendo entre as categorias de mulher, mulher trans, homem, homem trans, travesti, não binário ou “outro”, caso sua identidade não esteja listada. A pesquisa também aprimorou as perguntas sobre orientação sexual, permitindo que os participantes escolham entre lésbica, gay, heterossexual, bissexual, outro, não sabe ou não quer responder.

A Pesquisa Nacional de Demografia e Saúde de 2023 teve início em 9 de outubro e está programada para visitar cerca de 133 mil domicílios em mais de 2,5 mil municípios em todo o Brasil. Os resultados estão previstos para serem divulgados no último trimestre de 2024.

Acesse o site da Agência Diadorim.

Foto de capa: reprodução

Notícias Relacionadas

Com o tema “Aquilombar é Cura”, a Parada Preta 2024 aco...

Especialistas discutem os principais desafios de empregabilidade LG...

Pesquisa apresenta as maiores dificuldades das instituições LGBTQIA...

CUT lança cartilha de formação sindical como foco em pessoas trans

No fim das contas, ser orgulhosamente LGBTQIAPN+ era só moda mesmo

Senado aprova texto que cria recurso de proteção para LGBTQIA+ enca...

Como surgem e se espalham os projetos de lei contra LGBTQIA+ no Brasil

Marcha Trans leva discurso político, música e cobrança ao STF às ru...

Ministério destina R$ 8,5 milhões em ações para população LGBTQIA+

‘A bandeira é nossa’: Parada do Orgulho LGBT+ leva verde e amarelo ...

Com programação especial, Casa Natura Musical celebra o Mês do Orgu...

Por que nova portaria do Ministério da Saúde é boa para pessoas trans