Nas eleições de 2022, 37.646 pessoas vão votar usando o nome social no título de eleitor. São 373,83% a mais do que em 2018, quando o número foi de 7.945 pessoas. Os dados são do perfil do eleitorado, divulgado pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral). 

O nome social é usado por travestis e transexuais de acordo com o gênero pelo qual se identificam. Há quatro anos, através de uma portaria do TSE, essas pessoas passaram a ter direito de incluí-los nos títulos de eleitor. A retificação do documento considera apenas autodeclaração.   

De acordo com o TSE, Sudeste e Nordeste são as regiões que têm maior número de títulos com nome social: 18.492 e 9.745, respectivamente. São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Bahia e Ceará lideram a lista de estados com mais registros.

Acesse o site da Agência Diadorim.

Foto de capa: Votação em Brasília. Foto: Roberto Jayme/TSE

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Oie, divide seu email com a gente?

Assim você pode receber nossas novidades a cada mês :)

Obrigada!

ERRO!

Casa 1 will use the information you provide on this form to be in touch with you and to provide updates and marketing.