Do desejo de tornar visível as individualidades e a pluralidade das velhices LGBT+ e da parceria entre a Associação Eternamente Sou, o Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social da Universidade Federal de Goiás e o Programa de Pós-Graduação em Ciências do Envelhecimento da Universidade São Judas Tadeu nasceu o livro “O Brilho das Velhices LGBT+”.

O livro conta com relatos das vivências de pessoas LGBT 50+, de diferentes partes do país, diferentes raças e em diversos períodos de suas vidas. Cada narrativa traz momentos, histórias, sentimentos pessoais e únicos, seguidos de uma analogia ao país no qual essas vidas se encontravam e se encontram ainda hoje. A generosidade das narrativas e das pessoas narradoras, mostram recortes de suas vidas que de formas variadas, tangenciam nossas vidas. Baseado nessas narrativas, o artista Messias Souza desenvolveu para o livro, uma linguagem visual sensível e profunda.

Os capítulos do livro são as narrativas, tudo em primeira pessoa, mas o livro também traz uma breve descrição da história e atuação da Associação Eternamente Sou, reflexões sobre o movimento LGBT+ e o papel dialógico da Universidade sobre o tema.

Conjunturas vivenciais perpassam todas as pessoas envolvidas nessa obra, o que proporciona um resgate essencial da própria humanidade e suas interfaces. A obra que apresentamos não é apenas um conjunto de descrições ou relatos, mas sim a história viva. Narram suas próprias histórias, pessoas cujas vidas estão em curso, em atividade, que sonham e que são muito mais do que história.

Sobre a EternamenteSOU:

Uma associação sem fins lucrativos que iniciou os trabalhos em 2017 na cidade de São Paulo com objetivo de atuar em prol das pessoas idosas LGBT. Através da implantação de serviços e projetos voltados ao atendimento psicossocial à esta população. Considerando o preconceito, intolerância e a
invisibilidade sofrida por esse público, a ONG desenvolve um trabalho integrado e multidisciplinar com um grupo de voluntários de modo a favorecer a inclusão social, protagonismo, proporcionando uma velhice digna e ativa, além da garantia de direitos humanos e promoção da cidadania LGBT.

Por Casa 1

A Casa 1 é uma organização localizada na região central da cidade de São Paulo e financiada coletivamente pela sociedade civil. Sua estrutura é orgânica e está em constante ampliação, sempre explorando as interseccionalidade do universo plural da diversidade. Contamos com três frentes principais: república de acolhida para jovens LGBT (lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros) expulsos de casa, o Galpão Casa 1 que conta com atividades culturais e educativa e a Clínica Social Casa 1, que conta com atendimentos psicoterápicos, atendimentos médicos e terapias complementares, com foco na promoção de saúde mental, em especial da comunidade LGBT.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Oie, divide seu email com a gente?

Assim você pode receber nossas novidades a cada mês :)

Obrigada!

ERRO!

Casa 1 will use the information you provide on this form to be in touch with you and to provide updates and marketing.