BLOG

Organização lança websérie sobre casas de acolhimento para LGBTQIA+

Ação inclui abaixo-assinado pela criação de políticas públicas de abrigamento

Por Lívia Batista

A ONG All Out Brasil lançou uma websérie que mostra a realidade de casas de acolhimento ao redor do país, como parte da campanha “Orgulho em Acolher”. As instituições participantes são a Casa Aurora (Salvador), Casa Miga (Manaus), Centro Mais Liberdade (Cuiabá) e Casa Resistência (Rio de Janeiro). 

Além disso, será lançado um abaixo assinado para pedir a criação de políticas públicas destinadas a casas de acolhimento para LGBTQIA+ no Brasil. O documento deve ser enviado para o presidente Lula (PT), o ministro dos Direitos Humanos e da Cidadania, Sílvio Almeida, e o ministro do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome do Brasil, Wellington Dias. A campanha tem o objetivo de chegar a, pelo menos, 100 mil assinaturas. 

O Brasil é um dos países com alto índice de violência contra LGBTQIA+. De acordo com uma pesquisa do Observatório do Grupo Gay da Bahia divulgada em janeiro de 2023, 42,1% das mortes violentas dessa população, em 2022, ocorreram em ambiente doméstico. Em muitas situações, uma casa de acolhimento é uma maneira de garantir a segurança física e mental dos cidadãos. 

Reportagem publicada pela Diadorim, em maio, mostrou que, de acordo com a Rede Brasileira de Casas de Acolhimento (Rebraca), há 23 casas de acolhimento para a população LGBTQIA+ no país, mas nem todas funcionam como abrigo.

Quase todas são idealizadas e gerenciadas por organizações não-governamentais, que atuam na ausência do estado, e se mantêm em permanente dificuldade, à base de doações, parcerias com empresas ou recursos de editais. Ou seja, praticamente não há política pública que garanta moradia temporária a essa população.

Acesse o site da Agência Diadorim.

Foto de capa: Divulgação

Notícias Relacionadas

Encontro de Lutas: confluências entre o Dia Internacional de combat...

VoteLGBT participa do WebSummit Rio

23ª Feira Cultural da Diversidade LGBT+ transforma o Memorial da Am...

MPF pede revogação de norma do CFM que recomenda cirurgia precoce e...

MEC tem medo do ensino sobre gênero e diversidade sexual nas escola...

Espetáculo LGBT+ estreia gratuitamente em bibliotecas de SP

Ações confiáveis de ajuda à população LGBTQIA+ no Rio Grande do Sul

Sem apoio institucional, professores de SP combatem LGBTfobia com c...

Movimento Indígena LGBTQIAPN+ lança manifesto durante Acampamento T...

Marina Lima celebra sua carreira em show único na Casa Natura Music...

Premiado filme espanhol, “20.000 espécies de abelha” se...

10 formas de saber mais sobre Libras e a comunidade surda