BLOG

Reddy Allor, integrante do trio Pitayas, lança música solo

Canção e Clipe de “Paciência” estreiam nas plataformas digitais nos dias 03 e 04 de novembro

Reddy Allor, vencedora do reality show Queen Stars Brasil, se prepara para o seu primeiro lançamento musical solo após o reality. Nesta quinta-feira, dia 03, chega às plataformas digitais (Spotify, Deezer, iTunes, entre outras) e no dia 04, sexta-feira, ao YouTube da cantora, seu novo clipe e canção autoral, “Paciência”.   

Em composição singular, Reddy encaminha-se para uma linha diferente das canções lançadas anteriormente, e mostra seu lado mais romântico e frágil.  

“Paciência é uma música que mostra a minha maturidade e força musical atreladas à vontade de internalizar esse lado mais paciente. Ela surgiu num camping de composição e tem como referência a vertente musical de Marília Mendonça em músicas mais sentimentais. É uma música que expressa a dualidade entre ser frágil e se manter forte.”   

O modo de produção de composições em campings tem se tornado cada vez mais populares no Brasil. O evento tem como objetivo reunir artistas em uma imersão de produção artística e musical.  

“O camping de composição é uma maneira muito fresh de se conectar com profissionais que têm visões diferentes sobre um mesmo assunto e isso faz com que o processo flua sem cair num lugar óbvio. Pra essa música me juntei com meu irmão Gah Bernardes, meu produtor Gabriel Azevedo, Igor Gonçalves e Lucas Dalul, que são compositores de sertanejo e também entendem a musicalidade de forma estratégica.” Diz Reddy. 

“Paciência” é uma verdadeira sofrência sertaneja. Inspirada em sucessos como “Presepada” e “Meu número” a música vai direto ao ponto, trazendo sentimento e conexão na letra. É sobre dar tempo ao coração, saber esperar e entender seu processo de recuperação.  

“Conheci o trabalho da Reddy em ‘Queen Stars Brasil’ e fiquei apaixonado por sua entrega, talento e potência vocal. Assim como eu, Reddy também é do interior e tem como essência o sertanejo. Lembro-me de pensar: ‘preciso trabalhar com ela!’. Pouco tempo depois, ocasionalmente pelo destino, acabei trabalhando com Reddy em um feat. Trabalhar com ela e toda sua equipe foi muito divertido e tive a confirmação do quão perfeccionista é! Então, surgiu o convite para ‘paciência’: Reddy já chegou com a ideia do projeto definida, sabendo exatamente o que queria e o que queria transmitir visualmente! A maior parte do processo foi em alinhar a equipe para que tudo acontecesse da melhor forma no dia da gravação. Meu time foi até São José do Rio Preto, onde Reddy mora, e foi um trabalho lindo no qual sinto muito orgulho, com tanta gente talentosa envolvida, o resultado só podia ser esse que vocês vão assistir! Se fosse pra definir Paciência, seria: sensível e belo”, comenta Tiago Nascimento 

“Trabalhamos com o Tiago Nascimento em Motel Barato, então quando começamos a idealizar a estética de “paciência”, ele foi o primeiro nome sugerido por toda a equipe. Inclusive, toda a concepção criativa, estética e até os cenários foram construídos por nós. Sempre brincamos que somos perfeccionistas que nem a Reddy, então fazemos questão de amarrar todos os pontos, contar uma história desde a composição da música até a divulgação posterior ao videoclipe”, comenta a Equipe Allor. 

Reddy Allor 

Reddy Allor é cantora e compositora. Suas raízes cresceram dentro do sertanejo, em uma dupla juntamente com seu irmão Gah Bernardes. Após 12 anos de carreira, os irmãos se separaram e partiram em busca de trilhas seus próprios caminhos. Atualmente, Reddy Allor é um dos maiores símbolos do Queernejo, um movimento de artistas LGBTQIAP+ que cantam sertanejo. Através da sua arte e musicalidade, ela vem transformando um dos gêneros mais consumidos no país.

A Casa 1 é uma organização localizada na região central da cidade de São Paulo e financiada coletivamente pela sociedade civil. Sua estrutura é orgânica e está em constante ampliação, sempre explorando as interseccionalidade do universo plural da diversidade. Contamos com três frentes principais: república de acolhida para jovens LGBT (lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros) expulsos de casa, o Galpão Casa 1 que conta com atividades culturais e educativa e a Clínica Social Casa 1, que conta com atendimentos psicoterápicos, atendimentos médicos e terapias complementares, com foco na promoção de saúde mental, em especial da comunidade LGBT.

Notícias Relacionadas

16 indígenas LGBTQIAPN+ para seguir no instagram e ter muito orgulho

Coletivo AMEM apresenta “Ball: Isso é Baile”, na Fábric...

BICHADOS, da Cia. Artera de Teatro, faz temporada na Oficina Cultur...

Casa 1 realiza VII Feira de Empregabilidade Trans, Travesti e Não B...

Ball Vera Verão cria Vera Verso em sua sétima edição

Casos de violência contra lésbicas aumentaram 50% em oito anos, mos...

O que diz nova resolução do Governo de SP sobre pessoas LGBT+ no si...

Em 2024, Masp terá programação focada na diversidade LGBTQIA+

Conselho Nacional orienta as preparatórias para a 4ª Conferência Na...

A história pioneira de João W. Nery em seus livros de memórias

Mahmundi faz show de sua nova turnê Amor Fati na Casa Natura Musical

Casa 1 realiza primeira chamada aberta do ano para educadores e ofi...