BLOG

5 influencers LGBTQIAPN+ que falam sobre veganismo

Por Camila Mabeloop, voluntária de Comunicação da Casa 1

Se você é vegetariano, vegano ou quer ser e está buscando referências do movimento para te ajudar na transição, vem cá que tenho uma lista de pessoas incríveis para compartilhar.

Dando uma breve introdução ao tema, o veganismo não é uma dieta, é um movimento político. Ser vegano é uma possibilidade para qualquer pessoa e vai muito além da alimentação. Por isso mesmo, é essencial que a gente se identifique com outras pessoas do movimento e que vejamos diversidade nele. Faço questão que a lista de criadores veganos que eu sigo seja o mais colorida possível e mais próxima da minha realidade sócio-econômica. É uma dica importante para não se frustrar muito no caminho.

Eu parei de comer carne há quase 9 anos, e estou há três anos e pouco sem derivados. Mas esse processo só foi e está sendo possível de acontecer por eu ter encontrado boas referências. Em primeiro lugar, amigos ao meu redor, que me levaram para comer coisas deliciosas veganas e me fizeram pensar sobre coisas que eu nunca tinha pensado antes. Em seguida, criadores de conteúdo que me mostram constantemente:

  • Por que esse movimento existe;
  • Que ser vegano não é necessariamente caro (a não ser neste momento do governo Bolsonaro em que tudo é caro);
  • E que podemos continuar comendo coisas deliciosas, com muito mais autonomia e sem crueldade animal.

O assunto é vasto e até difícil de resumir em uma pequena introdução. Mas com as indicações, vou deixar alguns vídeos e materiais que essa galera já produziu e fala muito melhor que eu. Vamos lá!

Nátaly Neri

Vou começar a lista com uma das minhas principais referências do assunto. Nátaly é vegana e pansexual. Em suas redes ela aborda moda de brechó, sexualidade e claro, o veganismo, desde a alimentação até dicas de maquiagens veganas. Recomendo muito! Vou fazer uma dobradinha aqui e indicar também o Jonas Maria, marido da Nátaly, como uma referência vegana LGBTQIAPN+, porém, com ressalvas porque ele não tempera as comidas haha (*contém verdade e sarcasmo).

SapaVegana

Luciene Santos é a influenciadora dos grãos, frutas e feiras. Nem sei dizer quantas vezes me lembrei de colocar os grãos de molho e de comer frutas graças aos tweets dela. Juro! Se tu precisa de ideias de receitas, de como economizar nas compras e na utilização dos alimentos, é esse perfil que você precisa seguir. E além de sapatão a gata também é não monogâmica, fica a dica para quem busca referências

Roledevegano

Leo, desculpa desde já pela descrição que vou te dar, mas lembram quando disse que veganismo não é uma dieta? Então, essa poc tá aqui pra comprovar kkkk. Esse é o perfil que eu corro pra ver quando quero comer coisas muito gostosas e preciso de uma luz. Tem infinitas dicas de lugares para comer lanches, pizzas, receitas próprias de esfihas, doces… a notificação chega e eu já sofro.

@roledevegano

COXINHA, só que feita com pão de forma 🍗🍗🍗🍗 #coxinha #coxinhavegana #veganismo

♬ original sound – leo kazuya

Naocomosoalface

Luiza Allan é sergipana de Aracaju, bissexual e em seu perfil ela compartilha muitas dicas veganas acessíveis, com muito humor e cantoria. Como uma das poucas fãs do recurso “guias” do Instagram, fiquei feliz de ver que ela tem várias em seu perfil e você pode fuçar de forma organizada rs.

@naocomosoalface

A vó de vocês também fazia bolinho de comida assim? ❤️

♬ Darling – Trees and Lucy

Tá Na Mesa Vegg

Finalizando esse top 5 100% a base de planta e colorido, trouxe o quê? Um casal pra fechar com chave de ouro. O canal de Maria Antônia Anicetto e Flávia Zardo tem de tudo que você possa imaginar. Receitas acessíveis, receitas com itens mais “luxuosos”, vídeos delas experimentando os industrializados famosinhos pra você saber se vale a pena… tem pra todo gosto. Vai lá conferir.

Bônus: Luiza Junquerida

Já tinha colocado a Luiza na lista, mas vi que ela consome ovos, então, não sei como ela se identifica. Só sei que a mulher conquista qualquer um com suas comidas 100% honestas, vida real, do jeitinho que é na nossa casa também, sabe? Eu amo, parece que a gente tá sentada na cozinha dela, conversando e esperando a comida ficar pronta. Por isso resolvi deixar como bônus. Esse tipo de conteúdo ajuda muito a criar repertório, para quando você tiver sem ideias, conseguir ter criatividade na cozinha. E aí vai da identificação de estilo de vida e de cozinha, quem é que você vai gostar mais.

Quem vocês já acompanhavam? Continuem a lista nos comentários!

Foto de capa: Reprodução/Redes sociais

A Casa 1 é uma organização localizada na região central da cidade de São Paulo e financiada coletivamente pela sociedade civil. Sua estrutura é orgânica e está em constante ampliação, sempre explorando as interseccionalidade do universo plural da diversidade. Contamos com três frentes principais: república de acolhida para jovens LGBT (lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros) expulsos de casa, o Galpão Casa 1 que conta com atividades culturais e educativa e a Clínica Social Casa 1, que conta com atendimentos psicoterápicos, atendimentos médicos e terapias complementares, com foco na promoção de saúde mental, em especial da comunidade LGBT.

Notícias Relacionadas

Encontro de Lutas: confluências entre o Dia Internacional de combat...

VoteLGBT participa do WebSummit Rio

23ª Feira Cultural da Diversidade LGBT+ transforma o Memorial da Am...

Espetáculo LGBT+ estreia gratuitamente em bibliotecas de SP

Sem apoio institucional, professores de SP combatem LGBTfobia com c...

Movimento Indígena LGBTQIAPN+ lança manifesto durante Acampamento T...

Marina Lima celebra sua carreira em show único na Casa Natura Music...

Premiado filme espanhol, “20.000 espécies de abelha” se...

10 formas de saber mais sobre Libras e a comunidade surda

“Amor e outras Revoluções”, peça inspirada em obra de b...

28ª Parada do Orgulho LGBT+ de São Paulo, que acontece dia 2 de jun...

Conheça o Clube do Livro “Pomar”, o clube de leitura da...