BLOG

Além da tela: Festival Transforma está selecionando artistas e performers trans, travestis e não-binários

As escolhidas irão compor o line-up de shows da quinta edição do festival de cinema, que acontece entre os dias 22 e 28 de novembro, em Florianópolis (SC) 

A Transforma – Festival de Cinema da Diversidade de Santa Catarina está selecionando artistas e performers trans, travestis e não-binários para compor a programação especial do evento, que acontece entre os dias 22 e 28 de novembro, no Centro Integrado de Cultura, em Florianópolis (SC).

Principal vitrine audiovisual LGBTQPIAN+ do sul do país, a Transforma também valorizará em sua quinta edição as potencialidades de artistas trans, travestis e não-binários, com apresentações e shows imperdíveis.

As inscrições são gratuitas e devem ser realizadas a partir do site oficial do festival (www.festivaltransforma.com.br), até o dia 2 de outubro. Os selecionados receberão R$ 1.200 de cachê.

O festival mais plural do sul do Brasil

Produzida pela BAPHO Cultural de Florianópolis e pela Associação em Defesa dos Direitos Humanos com Enfoque na Sexualidade (ADEH), a Transforma é o único festival de cinema LGBTQIAPN+ do sul do país em atividade e uma das poucas a exibir filmes que abordam com profundidade temáticas relacionadas às discussões sobre diversidade sexual, gênero e cultura queer.

Apoio

A V Transforma é um projeto financiado pelo edital Prêmio Catarinense de Cinema (edição 2022), do Governo do Estado de Santa Catarina, via Fundação Catarinense de Cultura (FCC). O evento conta também com o apoio do Museu da Imagem e do Som de Santa Catarina (MIS/SC).

Foto de capa: divulgação

A Casa 1 é uma organização localizada na região central da cidade de São Paulo e financiada coletivamente pela sociedade civil. Sua estrutura é orgânica e está em constante ampliação, sempre explorando as interseccionalidade do universo plural da diversidade. Contamos com três frentes principais: república de acolhida para jovens LGBT (lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros) expulsos de casa, o Galpão Casa 1 que conta com atividades culturais e educativa e a Clínica Social Casa 1, que conta com atendimentos psicoterápicos, atendimentos médicos e terapias complementares, com foco na promoção de saúde mental, em especial da comunidade LGBT.

Notícias Relacionadas

POC CON chega na 4ª edição com mais de 170 artistas, Cosplay Lip Sy...

Encontro de Lutas: confluências entre o Dia Internacional de combat...

VoteLGBT participa do WebSummit Rio

23ª Feira Cultural da Diversidade LGBT+ transforma o Memorial da Am...

Espetáculo LGBT+ estreia gratuitamente em bibliotecas de SP

Sem apoio institucional, professores de SP combatem LGBTfobia com c...

Movimento Indígena LGBTQIAPN+ lança manifesto durante Acampamento T...

Marina Lima celebra sua carreira em show único na Casa Natura Music...

Premiado filme espanhol, “20.000 espécies de abelha” se...

10 formas de saber mais sobre Libras e a comunidade surda

“Amor e outras Revoluções”, peça inspirada em obra de b...

28ª Parada do Orgulho LGBT+ de São Paulo, que acontece dia 2 de jun...