Promovida em parceria da Diversa, Arte e Cultura e o British Council, a instalação de Annabel McCourt ocupará a fachada do Hotel Selina

A Organização Social Diversa Arte e Cultura realiza, no dia 16 de junho, quinta-feira, uma visita guiada pelo centro de São Paulo em celebração ao mês do Orgulho LGBT+ que acontece em três horários – 11h, 13h e às 15h – , com concentração para o tour histórico no  Largo do Arouche, em frente à tenda do British Council. O trajeto será realizado até o Hotel Selina, antigo hotel Bourbon, onde o público se depara com o novo trabalho da artista britânica Annabel McCourt, chamado “+ love – hate = life” (+ amor – ódio = vida), uma celebração à vida através de uma ideia lúdica que contém  uma mensagem poderosa. 

A Diversa foi selecionada pelo British Council para fazer parte do programa Plural, que tem como foco a população LGBT+. Através do projeto Artists in Residence, a artista Annabel McCourt foi selecionada para participar de uma residência on-line com o objetivo desenvolver ideias, experimentar novas práticas e criar conexões. Annabel teve contato com a cultura brasileira, artistas e ativistas LGBT+ com a mediação da Diversa.

Na Semana do Orgulho LGBT de São Paulo, quando a sociedade se utiliza de símbolos como o arco-íris para demonstrar apoio e subverter sua responsabilidade coletiva em relação a violência praticada contra a população LGBT+, McCourt, com esta simples demonstração de espírito humano superando o ódio, deseja prestar homenagem às pessoas corajosas e pioneiras da comunidade LGBT+.

Annabel, uma mulher lésbica, cria no Hotel Selina uma instalação em que as pessoas se tornam parte da obra. Seu objetivo é enfrentar, por meio do discurso artístico, o ódio e a violência vividos pela comunidade LGBT+. “Com a explosão de cores e atmosfera de festa e orgulho, é importante lembrar de onde viemos, como chegamos aqui e nunca dar nada como garantido. Há um longo caminho a percorrer para a igualdade”, comenta Annabel McCourt.

A instalação, com um fundo preto e branco, reflete por meio do seu aspecto sombrio as práticas de rainbow-washing vividas na sociedade. A expressão diz respeito ao esvaziamento das pautas LGBT+ em prol da comercialização de produtos, capitalizando questões e símbolos caros para a comunidade.  É por meio dessa reflexão sobre a culpa coletiva e também de uma demonstração de afeto superando o ódio que McCourt presta homenagem aos corajosos pioneiros da comunidade LGBT+. 

Durante a visita, os participantes conhecem fatos históricos e de resistência da população LGBT+, além de conhecer mais sobre os diversos espaços de convivência e interação emblemáticos da comunidade na região central da cidade.

Serviço:Tour Histórico LGBTI+ e Instalação Annabel McCourt

Quando: Dia 16 de junho, quinta-feira, às 11h, 13h e às 15h
Local: Largo do Arouche, em frente à tenda do British Council
Duração: até 60 minutos
Classificação: Livre
Valor do ingresso: Entrada Gratuita.

Sobre a Diversa, Arte e Cultura

Organização Social criada, mantida e gerida por pessoas LGBTI+. Sua principal missão é preservar a memória da população LGBTI+ através de práticas colaborativas e processos participativos. Ao longo de quase 10 anos de existência constituiu um acervo com mais de 60 mil itens de diversas tipologias, doados pela própria comunidade.

A Diversa também promove ações e atividades para valorizar e visibilizar a arte e a cultura LGBTI+, como a Feira de Arte Queer, voltada para a economia criativa e a renda de artistas LGBTI+, a Mostra Diversa que apresenta novos artistas LGBTI+ e o Museu Lusófono da Diversidade Sexual com a participação de entidades de todos os países de língua portuguesa.

Foto de capa: Divulgação/ Rick Walker

Por Casa 1

A Casa 1 é uma organização localizada na região central da cidade de São Paulo e financiada coletivamente pela sociedade civil. Sua estrutura é orgânica e está em constante ampliação, sempre explorando as interseccionalidade do universo plural da diversidade. Contamos com três frentes principais: república de acolhida para jovens LGBT (lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros) expulsos de casa, o Galpão Casa 1 que conta com atividades culturais e educativa e a Clínica Social Casa 1, que conta com atendimentos psicoterápicos, atendimentos médicos e terapias complementares, com foco na promoção de saúde mental, em especial da comunidade LGBT.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *