O Bolsonarismo acelerou a violência contra os trabalhadores e trabalhadoras, contra os pobres, contra os negros e, especialmente, contra as mulheres negras e pobres. Destruiu as políticas públicas inclusivas, os direitos sociais e trabalhistas e os bens públicos. Desindustrializou o país e mergulhou o Brasil na depressão econômica.

Para debater como chegamos e como saíremos deste horror, a entrevistada do Fórum Sindical, programa semanal da Revista Fórum, é a filósofa, artista visual, escritora e profesora da Paris 8, Marcia Tiburi. Tiburi é uma das críticas mais contundentes do bolsonarismo e da necropolítica fascista. Ela foi obrigada a sair do país, sob ameaça de morte da extrema direita.

Com mediação de Maria Frô, o debate contou com a participação de Liana Lins, professora constitucionalista do Direito da UFPE e vereadora do PT em Recife, Bárbara Bezerra, antropóloga e diretora do SindipetroNF, Laura Astrolabio, feminista, advogada especialista em direito público, co-criadora da Tenda das Candidatas e articuladora política do movimento Mulheres Negras Decidem.

A Tenda é uma grande parceira do Escuta Candidata. Juntas, vamos continuar a luta em combate à violência política no Brasil, que Marcia Tiburi e outras tantas já sofreram na pele ao tentar adentrar no mundo da política institucional.

Assista ao vídeo:

Compartilhe:

Por Casa 1

A Casa 1 é uma organização localizada na região central da cidade de São Paulo e financiada coletivamente pela sociedade civil. Sua estrutura é orgânica e está em constante ampliação, sempre explorando as interseccionalidade do universo plural da diversidade. Contamos com três frentes principais: república de acolhida para jovens LGBT (lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros) expulsos de casa, o Galpão Casa 1 que conta com atividades culturais e educativa e a Clínica Social Casa 1, que conta com atendimentos psicoterápicos, atendimentos médicos e terapias complementares, com foco na promoção de saúde mental, em especial da comunidade LGBT.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *