BLOG

MDHC prorroga prazo para participação social em levantamento sobre boas práticas em empregabilidade para pessoas LGBTQIA+

Por Ministério dos Direitos Humanos e da Cidadania

As boas práticas em empregabilidade para pessoas LGBTQIA+ estão no radar do governo federal. Com o objetivo de levantar iniciativas, ações, programas e projetos que promovam a inclusão e diversidade no mundo corporativo e trabalhista, a Plataforma + Brasil recebe contribuições da população até 30 de novembro de 2023 por meio de formulário virtual. A iniciativa é da Secretaria Nacional dos Direitos das Pessoas LGBTQIA+ do Ministério dos Direitos Humanos e da Cidadania (MDHC).

São convidados a participar da consulta movimentos e organizações sociais, empresas, cooperativas, pessoas empreendedoras, instituições de nível superior e os poderes públicos municipal e/ou estadual. As experiências positivas relatadas contribuirão para a produção de políticas de empregabilidade adequadas à realidade e alinhadas com as iniciativas proveitosas executadas em diferentes espaços e territórios.

“Se você é uma ONG, Estado, uma prefeitura, e faz alguma atividade superinteressante que tem ajudado a trazer as pessoas LGBTQIA+ para o mundo do trabalho, escreva para a gente. Queremos nos conectar com todes, com toda a galera do bonde superbacana e legal que está fazendo ações em prol da população LGBTQIA+”, ressaltou a secretária nacional Symmy Larrat ao convidar a população a participar do chamamento.

Após o término da consulta pública, as iniciativas recebidas poderão contribuir para a produção de políticas públicas de empregabilidade adequadas à realidade das pessoas LGBTQIA+ e alinhadas com as iniciativas proveitosas executadas em diferentes espaços e territórios.

Como participar

Para participar da consulta, o cidadão deve preencher o formulário disponível na Plataforma Participa Mais Brasil, disponível até as 23h59 do dia 30 de novembro. Para ter acesso, é necessário cadastro no Portal Gov.br.

Além do preenchimento do formulário, os interessados também têm a opção de encaminhar relatórios e outros documentos relacionados aos seus projetos ou ações para o endereço de e-mail cgplgbtqia@mdh.gov.br.

A Casa 1 é uma organização localizada na região central da cidade de São Paulo e financiada coletivamente pela sociedade civil. Sua estrutura é orgânica e está em constante ampliação, sempre explorando as interseccionalidade do universo plural da diversidade. Contamos com três frentes principais: república de acolhida para jovens LGBT (lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros) expulsos de casa, o Galpão Casa 1 que conta com atividades culturais e educativa e a Clínica Social Casa 1, que conta com atendimentos psicoterápicos, atendimentos médicos e terapias complementares, com foco na promoção de saúde mental, em especial da comunidade LGBT.

Notícias Relacionadas

Paradas LGBTQIA+ viram alvo de perseguição política no Brasil

Casos de HIV cresceram 17% no Brasil, aponta boletim do Ministério ...

Deputadas federais LBTs apresentaram 21 PLs pró-LGBTQIA+, em 2023

Governo Lula anuncia a quarta edição da Conferência Nacional LGBTQIA+

‘Se for evento hétero, podem’: vereadores querem impedir criança na...

Lula veta parcialmente projeto de marco temporal do Congresso

Pedido de vista adia votação de PL sobre população LGBT encarcerada

Ministério dos Direitos Humanos e da Cidadania promoverá 1º Encontr...

PL contra casamento homoafetivo tem chance remota de aprovação, diz...

Eleições para Conselho Tutelar no dia 1/10: saiba como e onde votar

MPF pede arquivamento de projeto que proíbe casamento homoafetivo e...

Por que a Casa 1, um projeto LGBTQIAPN+ apoia a discriminalização d...