BLOG

OCUPA GUATTARI de 22 a 26 de novembro realiza encontros-potência no SESC CPF, Ocupação 9 de Julho e Casa do Povo

Quis o destino que a Ocupação Guattari aconteça justo na esteira da eleição de Lula. Que bela coincidência! Como a mãe de santo no jogo de búzios, poderíamos ler nessa confluência um indício auspicioso. Afinal, depois de tirar o bode da sala (aquele, sedento da morte), já podemos retornar ao que importa: a vida. Guattari jamais deixou de alertar para o “fascismo-em-nós”, ou para aquele fascismo que nos espreita a cada esquina, mas tampouco foi o profeta da Revolução Final. Pois para ele, o tempo é um jogo aberto, feito de caos e complexidade, desejo e maquinações, desvios e linhas de fuga.

Ao longo de sua trajetória intelectual Guattari elaborou toda uma rede de conceitos, indissociável da sua prática militante em lutas sociais minoritárias e dissidentes, seja no âmbito ecológico, artístico, clínico, filosófico e pedagógico. Sua ressonância com práticas contemporâneas de coletivos e movimentos diversos é mais do que significativa. É com o objetivo de celebrar essa presença e marcar os trinta anos da sua morte, que escolhemos realizar a Ocupação Guattari como um espaço de encontro entre insurgências e agenciamentos micropolíticos em curso no Brasil e na América Latina.

Para isso, convocamos, coletivos, movimentos, pesquisadores, artistas, grupos organizados ou não, ativistas independentes e demais interessados para participar desse evento-homenagem e compor os nossos espaços de assembleia. A proposta é cartografar nossos problemas contemporâneos, mas também compartilhar lutas e estratégias, buscar caminhos para a formação de alianças e a invenção de novos territórios existenciais. Vamos juntes?

Veja a programação completa aqui e siga o projeto no Instagram

APOIE O PROJETO

A Casa 1 é uma organização localizada na região central da cidade de São Paulo e financiada coletivamente pela sociedade civil. Sua estrutura é orgânica e está em constante ampliação, sempre explorando as interseccionalidade do universo plural da diversidade. Contamos com três frentes principais: república de acolhida para jovens LGBT (lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros) expulsos de casa, o Galpão Casa 1 que conta com atividades culturais e educativa e a Clínica Social Casa 1, que conta com atendimentos psicoterápicos, atendimentos médicos e terapias complementares, com foco na promoção de saúde mental, em especial da comunidade LGBT.

Notícias Relacionadas

Encontro de Lutas: confluências entre o Dia Internacional de combat...

VoteLGBT participa do WebSummit Rio

23ª Feira Cultural da Diversidade LGBT+ transforma o Memorial da Am...

MST realiza o 1º Encontro Nacional de Travestis e Transexuais Sem T...

MPF pede revogação de norma do CFM que recomenda cirurgia precoce e...

Espetáculo LGBT+ estreia gratuitamente em bibliotecas de SP

Sem apoio institucional, professores de SP combatem LGBTfobia com c...

Movimento Indígena LGBTQIAPN+ lança manifesto durante Acampamento T...

Marina Lima celebra sua carreira em show único na Casa Natura Music...

Premiado filme espanhol, “20.000 espécies de abelha” se...

10 formas de saber mais sobre Libras e a comunidade surda

“Amor e outras Revoluções”, peça inspirada em obra de b...