BLOG

Pabllo Vittar vai às lágrimas após show emocionante no Coachella

Pabllo Vittar pisou o palco do Coachella, um dos maiores festivais de música dos Estados Unidos, às 21h21 (hora local) de sábado (16), já na madrugada (1h21) de domingo (17) no Brasil.

De cabelos soltos, com oito bailarinos perfilados, Pabllo vestia um maiô brilhante sobreposto por um micro shortinho de aba e mini jaqueta de couro, com botas abaixo dos joelhos, para abrir o show com um agradecimento ao evento californiano.

Da abertura com “Buzina”, seguiu com “Flash Pose”. Após cantar “Bandida”, cumprimentou o público e destacou: “Meu nome é Pabllo Vittar, sou uma drag queen do Brasil.”

Logo depois de “Ultra Som”, um cenário repleto de jogos de luzes e imagens exibidas no telão destacou os bailarinos no palco. Foi a pausa de poucos minutos para trazer de volta a maranhense já sem a mini jaqueta, deixando mais à mostra o coração brilhante com corrente de elos grandes de prata que trazia no pescoço.

Foi a vez dos hits “Salvaje”, “Tímida”, “Amor de Que”, “Rajadão”. A cada canção, Pabllo vibrava: thank you so much Coachella! E levou o público à loucura ao descer para a área técnica que separa o palco da plateia cantando Parabéns. A cantora chegou a subir na grade para cumprimentar os fãs.

De volta ao palco, com “Energia” e “Fun Tonight”, Pabllo faz uma homenagem: “Anitta I love you!” antes de executar “Sua Cara” da parceira brasileira que se apresentou no festival um dia antes.

Mais uma surpresa para o êxtase dos presentes veio com a convidada especial Rina Sawayama no palco de Pabllo Vitar, que juntas, cantaram “Follow Me”.

Como era esperado, “Nocaute” encerrou a apresentação às 2h03 (hora de Brasília), com uma Pabllo Vittar explodindo a emoção num choro compulsivo que a levou a deitar no chão, imprimindo sua marca no palco do Coachella.

SÃO PAULO, SP

Foto de capa: Divulgação/ Redes sociais

A Folhapress é a agência de notícias do Grupo Folha e comercializa e distribui diariamente fotos, textos, colunas, ilustrações e infográficos a partir do conteúdo editorial do jornal Folha de S.Paulo, do jornal Agora e de parceiros em todos os Estados do país. O serviço da Folha Press foi contratado pela Casa 1 em março de 2021 para estimular o acesso à informação de qualidade, com responsabilidade ética e jornalística e é publicado junto de conteúdos produzidos pela equipe de comunicação e outra agências de notícia independentes, igualmente qualificadas.

Notícias Relacionadas

Instituições fazem mapeamento de candidaturas LGBTQIAPN+ para as el...

Com o tema “Aquilombar é Cura”, a Parada Preta 2024 aco...

Especialistas discutem os principais desafios de empregabilidade LG...

Pesquisa apresenta as maiores dificuldades das instituições LGBTQIA...

CUT lança cartilha de formação sindical como foco em pessoas trans

No fim das contas, ser orgulhosamente LGBTQIAPN+ era só moda mesmo

Senado aprova texto que cria recurso de proteção para LGBTQIA+ enca...

Ministério destina R$ 8,5 milhões em ações para população LGBTQIA+

‘A bandeira é nossa’: Parada do Orgulho LGBT+ leva verde e amarelo ...

Oficina de canto para pessoas trans e travestis acontece em Petrolina 

Com programação especial, Casa Natura Musical celebra o Mês do Orgu...

L’homme Statue lança videoclipe para a dançante e emocional &...