BLOG

Parlamentares se unem para vetar proposta de anulação do casamento homoafetivo no Brasil

Há 12 anos, em maio de 2011, o Supremo Tribunal Federal alterou os direitos de núcleos familiares homoafetivos no Código Civil brasileiro. Na decisão os ministros defenderam que as uniões de pessoas do mesmo gênero possuem os mesmos direitos das uniões heterossexuais.

Antes da resolução, casais homoafetivos que procuravam oficializar suas relações, precisavam buscar a Justiça e poderiam  ou não ter decisões favoráveis. Em 2013, o Conselho Nacional de Justiça (CNJ)  editou a Resolução 175/2013, determinando que todos os cartórios em território nacional realizassem casamentos homoafetivos.

Parlamentar bolsonarista protocola PL para barrar união homoafetiva

Durante o seu voto em 2011, a ministra Cármen Lúcia disse que apesar da decisão favorável da corte, “[…] as minorias são violentadas, discriminações persistem”. Em setembro de 2023, um deputado federal do PL de Pernambuco protocolou um projeto de lei para vetar a decisão do STF. 

A Comissão de Previdência, Assistência Social, Infância, Adolescência e Família da Câmara dos Deputados votou para adiar a votação do projeto de lei proposto durante sessão, na terça-feira (5/9). Governistas que integram a comissão pediram vista e o debate deve ser retomado no dia 13 de setembro. 

Mesmo com a decisão favorável do STF em 2011, parlamentares entendem que podem aprovar leis contrárias, pois o casamento entre pessoas do mesmo gênero não entrou oficialmente na legislação brasileira. 

Veja o pronunciamento de deputados LGBTQIAPN+ nas redes sociais contra a proposta

Foto de capa: José Cruz/Agência Brasil

A Casa 1 é uma organização localizada na região central da cidade de São Paulo e financiada coletivamente pela sociedade civil. Sua estrutura é orgânica e está em constante ampliação, sempre explorando as interseccionalidade do universo plural da diversidade. Contamos com três frentes principais: república de acolhida para jovens LGBT (lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros) expulsos de casa, o Galpão Casa 1 que conta com atividades culturais e educativa e a Clínica Social Casa 1, que conta com atendimentos psicoterápicos, atendimentos médicos e terapias complementares, com foco na promoção de saúde mental, em especial da comunidade LGBT.

Notícias Relacionadas

Encontro de Lutas: confluências entre o Dia Internacional de combat...

VoteLGBT participa do WebSummit Rio

23ª Feira Cultural da Diversidade LGBT+ transforma o Memorial da Am...

Espetáculo LGBT+ estreia gratuitamente em bibliotecas de SP

Sem apoio institucional, professores de SP combatem LGBTfobia com c...

Movimento Indígena LGBTQIAPN+ lança manifesto durante Acampamento T...

Marina Lima celebra sua carreira em show único na Casa Natura Music...

Premiado filme espanhol, “20.000 espécies de abelha” se...

10 formas de saber mais sobre Libras e a comunidade surda

“Amor e outras Revoluções”, peça inspirada em obra de b...

28ª Parada do Orgulho LGBT+ de São Paulo, que acontece dia 2 de jun...

Conheça o Clube do Livro “Pomar”, o clube de leitura da...