Solo traz à cena a construção da relação afetiva do artista JOMA com seu parceiro e propõe linguagens híbridas em teatro, audiovisual e música. Renda com a venda de ingressos será doada integralmente para a Casa 1 e para a Casa Florescer, entidades de acolhimento a pessoas LGBTQIA+

LOVE+, nova produção da WeDo! Entretenimento, é uma obra que parte de muitos desejos, como a vontade de se posicionar no mundo da maneira como se realmente é e a disposição para as transformações. O solo do múltiplo artista JOMA com direção de Jéssica Teixeira estreia, em sessão virtual, dia 10 de novembro, quarta- feira, às 21h, no Teatro WeDo!. No mesmo dia JOMA lança um EP nas principais plataformas digitais com cinco músicas originais, cada uma refletindo um tópico relacionado ao espetáculo.

A temporada digital de LOVE+ segue até 15 de dezembro, sempre as quartas- feiras, às 21h. A partir do dia 17 de novembro será disponibilizada uma quantidade reduzida de ingressos para quem quiser assistir à transmissão do espetáculo presencialmente no Teatro Commune (Rua da Consolação, 1218). Toda renda arrecadada com a venda de ingressos (sessões online e presenciais) será doada integralmente para a Casa 1 e para a Casa Florescer, que são entidades de acolhimento a pessoas LGBTQIA+ em situação de vulnerabilidade social, por meio da Associação Parada do Orgulho LGBTQ+ de São Paulo.

Com uma mescla de linguagens, como teatro, audiovisual e música LOVE+ apresenta uma teia narrativa que emaranha três temáticas: o afeto, a identidade e o posicionamento político. Em cena, JOMA traz à tona a construção de sua relação afetiva com Pedro Leão, em suas mais subjetivas singularidades. No solo vias transversais de afetos se entrelaçam e enlaçam a cena e a dramaturgia, a caminho de outras perspectivas possíveis de vida e de relações no mundo.

“Em LOVE+ estou por inteiro. Atravesso minhas fantasias e aprofundo meus desejos. Me sinto presente e procuro o outro. Aqueles que me fazem mover, viver e amar! Experimento o que achei que não conseguiria e falo, corajosamente, o que tanto queria falar. Dentro de uma mistura de tantas histórias, cinco músicas as contam e permeiam e compõem meu primeiro EP. Danço, canto, sonho tudo o que é bom”, explica JOMA.

O maior desafio para a direção foi transformar em linguagem artística a consciência ética do ator, mesma que cheia de hiatos e lacunas. Como estética e política não se separam, Jéssica Teixeira faz com que cada escolha de imagem, de cor, de movimento, de ação, de fala, de som, não determine um modo ou uma verdade, mas abra um leque de possibilidades.

“Pautar amor, identidade e política numa sociedade que possui estruturas capitais enrijecidas, aflora em mim outros modos de existência e, por consequência, outros modos de linguagem. O que está dado e o que está posto me parece muito desinteressante e é preciso criar outras teias e conexões, outros nós poéticos, outros modos de se relacionar com outro e com o mundo – nós mesmos. Conscientes de que sozinhos não conseguimos, mas que juntos ainda é possível. Por isso, LOVE+ é feito por várias mãos e partilhas sensíveis. Daqui pra frente, cada vez mais”, acredita Jéssica Teixeira.

Lançamento do EP

LOVE+ é uma obra que explora as diversas facetas de um artista múltiplo e por isso junto com a estreia do espetáculo JOMA lança seu primeiro álbum solo. São cinco músicas originais e cada uma reflete um tópico relacionado ao espetáculo originário do EP: inspirações, as diferentes formas de amor, política, sexo e o encontro da identidade. O tema da identidade é o ponto de partida da produção, tanto no lirismo quanto na sonoridade das composições.

JOMA usa referências a ritmos como o forró, maracatu, manguebeat e o brega, e referências de músicas muito relacionadas com a experiência queer, como o pop, disco e o eletrônico, criando assim uma sonoridade múltipla e espelhando as várias inspirações que formaram o artista performer.

Teatro WeDo!

Inaugurado em fevereiro de 2021 o Teatro WeDo! comemora a marca de 40 mil acessos e 15 mil espectadores distribuídos por 23 estados brasileiros e 13 países. Com a realização de três festivais teatrais e 13 espetáculos, o primeiro espaço da área cultural homologado pela plataforma Sympla, já recebeu peças de grandes nomes do teatro brasileiro, como Zé Celso, Irene Ravache, Pedro Granato, Silvero Pereira, Liliana Castro e Luis Lobianco.

O Teatro WeDo! integra a produtora cultural WeDo! Entretenimento criada pelos jovens artistas João Mar, Carolina Guimarães e Pedro Leão em São José dos Campos. Além das peças produzidas pela produtora, a ideia é que o Teatro WeDo! transmita espetáculos do país inteiro abrindo espaço para novos artistas e para a cultura regional fomentando a produção de e-Teatro.

Para Pedro Leão a democratização ao acesso ao teatro é o ponto principal na criação do Teatro WeDo!. “Nosso objetivo é levar o teatro para todos e com esta plataforma o público pode assistir espetáculos em cartaz de qualquer cidade do País da mesma forma que veria em um teatro. A plataforma digital nos permite oferecer experiências únicas tanto para os fãs do teatro quanto para aqueles que não têm acesso fácil aos espetáculos, tanto pela distância quanto pelo preço dos ingressos”, conta ele.

Serviço:

LOVE+

Sessões virtuais: De 10 de novembro a 15 de dezembro, quartas-feiras, às 21h, no Teatro WeDo!.
Contribuição a partir de R$ 10,00 | Duração: 45 minutos | Recomendado para maiores de 14 anos.

Sessões presenciais: De 17 de novembro a 15 de dezembro, quartas-feiras, às 21h, no Teatro Commune [Rua da Consolação, 1218 – Consolação – SP].
Contribuição a partir de R$ 30,00 [quantidade reduzida de ingressos] | Duração: 45 minutos| Recomendado para maiores de 14 anos.

Sinopse: Em tempo real, LOVE+ é uma das versões que vocês podem acompanhar, agora; mas também é uma das tantas versões que virão. Vias transversais de afetos se entrelaçam e enlaçam a cena e a dramaturgia, a caminho de outras perspectivas possíveis de vida e de relações no mundo.

Para mais informações acesse aqui o site do Teatro WeDo!.

Compartilhe:

Por Casa 1

A Casa 1 é uma organização localizada na região central da cidade de São Paulo e financiada coletivamente pela sociedade civil. Sua estrutura é orgânica e está em constante ampliação, sempre explorando as interseccionalidade do universo plural da diversidade. Contamos com três frentes principais: república de acolhida para jovens LGBT (lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros) expulsos de casa, o Galpão Casa 1 que conta com atividades culturais e educativa e a Clínica Social Casa 1, que conta com atendimentos psicoterápicos, atendimentos médicos e terapias complementares, com foco na promoção de saúde mental, em especial da comunidade LGBT.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *