BLOG

Artistas trans não bináries das periferias do Rio de Janeiro participam da 2ª edição do projeto “COMOVER”

A exposição artística deste ano conta com a presença de artistas selecionadas e mais de 16 mil pessoas alcançadas na edição anterior.

Após uma 1° edição bem sucedida em 2022, o projeto “COMOVER” volta às ruas da Favela do Dourado em Cordovil- RJ, com apoio do Cineclube Tia Nilda e Fomento da Secretaria de Cultura do Rio. 

O tema da 2° edição, que acontecerá de 10 a 17 de Junho com entrada gratuita, será  “Infâncias”, uma reflexão crítica acerca das múltiplas presenças, histórias e saberes que escapam das lógicas binárias na sociedade contemporânea. Fomentando também novas formas de diálogo entre Comunidade e Arte, por intermédio da Arte Contemporânea, ações educativas acessíveis em Libras e participação ativa da comunidade no evento.

Com curadoria de Brune Ribeiro da Silva, a exposição artística traz uma seleção 100% de artistas trans não binárias oriundas de periferias do Rio de Janeiro, e contará com live de pré-lançamento, atividades arte-educativas voltadas para o público infanto-juvenil e catálogo em formato digital.

COMOVER é uma idealização de Thiago Saraiva, Artista e Produtor, residente de Cordovil- RJ e que conta com uma equipe diversa de modo a estimular que profissionais LGBTQIA+, em especial trans não binárias, residentes de comunidades, sejam protagonistas de produções culturais.

Em sua 1º edição, que aconteceu na sede do Cineclube Tia Nilda, o projeto alcançou mais de 16 mil pessoas, entre atividades presenciais e online. E neste ano um dos objetivos é ampliar o diálogo com público infanto-juvenil. Para acompanhar o projeto nas redes sociais siga @comover.comover.

O Projeto II COMOVER  foi contemplado pelo Programa de Fomento à Cultura Carioca (FOCA 2022) da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro por intermédio da Secretaria Municipal de Cultura.

SERVIÇO

Datas: 10 a 17 de Junho
Horário: de 13h às 19h
Entrada: GRATUITA
Local: Quadra Esporte Clube Dourados – R. José Lopes, 39 – Cordovil, Rio de Janeiro – RJ

Foto de capa: Divulgação/ Celeide Martins

A Casa 1 é uma organização localizada na região central da cidade de São Paulo e financiada coletivamente pela sociedade civil. Sua estrutura é orgânica e está em constante ampliação, sempre explorando as interseccionalidade do universo plural da diversidade. Contamos com três frentes principais: república de acolhida para jovens LGBT (lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros) expulsos de casa, o Galpão Casa 1 que conta com atividades culturais e educativa e a Clínica Social Casa 1, que conta com atendimentos psicoterápicos, atendimentos médicos e terapias complementares, com foco na promoção de saúde mental, em especial da comunidade LGBT.

Notícias Relacionadas

POC CON chega na 4ª edição com mais de 170 artistas, Cosplay Lip Sy...

Em 2024, Masp terá programação focada na diversidade LGBTQIA+

Casa 1 realiza primeira chamada aberta do ano para educadores e ofi...

Inscrições para o projeto Plataforma Conexões 2024, do Museu da Lín...

Festival Mix Brasil tem programação gratuita no Teatro Sérgio Cardoso

CASA 1 RECEBE EXPOSIÇÃO FOTOGRÁFICA DE CÉU RAMOS,  ARTISTA INTERSEXO

Teatro, dança e performance compõem o Tríptico A Morte da Estrela, ...

Além da tela: Festival Transforma está selecionando artistas e perf...

Programação de artes visuais do CCSP tem exposição sobre Lizette Ne...

MASP libera visita grátis terças e quintas e meia entrada nos outro...

Coletivo AMEM realiza ball na 35ª Bienal de São Paulo

Exposição Diário 366, de Bruno Novaes ganha nova exibição