BLOG

Indo da ironia à emoção “Porta dos Fundos” apresenta brilhante nota de repúdio

Um dos maiores canais de humor do Youtube o “Porta dos Fundos” lançou nesta segunda-feira, 8, o vídeo “Nota de Repúdio” que traz Nathália Cruz e Noemia Oliveira tentando ler, como o título sugere, uma nota de repúdio referente ao movimento “Vidas Pretas Importam”. Algo que não conseguem fazer de imediato.

Correm então cinco minutos de vídeo de uma ironia ácida à um constrangimento sem fim protagonizado pelos atores João Vicente de Castro e Fabio Porchat com disparates típicos da branquitude que se recusa encarar o racismo.

O time ainda aproveitou para criticar a cantora Malu Magalhães com o texto que acompanha o vídeo: “Essa é pra quem é preconceituoso e acha que homem branco não pode fazer nota de repúdio”, em referência ao episódio que a cantora protagonizou no programa “Encontro” em junho de 2017.

Destaque para os créditos pós vídeos com duração de cerca de dois minutos e meio que deve ser visto até o fim.

Vale ressaltar porém que não é sempre que o time acerta e inclusive foi duramente criticado pela gordofobia médica apresentada no vídeo postado no dia 4 de junho entitulado “Teste de Covid”.

Veja o vídeo completo:

 

A Casa 1 é uma organização localizada na região central da cidade de São Paulo e financiada coletivamente pela sociedade civil. Sua estrutura é orgânica e está em constante ampliação, sempre explorando as interseccionalidade do universo plural da diversidade. Contamos com três frentes principais: república de acolhida para jovens LGBT (lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros) expulsos de casa, o Galpão Casa 1 que conta com atividades culturais e educativa e a Clínica Social Casa 1, que conta com atendimentos psicoterápicos, atendimentos médicos e terapias complementares, com foco na promoção de saúde mental, em especial da comunidade LGBT.

Notícias Relacionadas

Com texto e direção de Rodrigo França, espetáculo Angu combate este...

Racismo afeta saúde desde o nascimento até a morte, diz especialista

Estudo aponta que negras são mais vulneráveis ao aborto no Brasil

Leci Brandão tem vida e obra celebrada em musical no Rio de Janeiro

Lei que aumenta pena para crime de injúria racial é sancionada

Onde estão as pessoas pretas no movimento LGBT+?

Protagonismo feminino e negro no elenco de “Elas Brilham R...

Podcast “Preto Positivo” debate como é viver com HIV/AI...

Erica Malunguinho anuncia que não irá concorrer a deputada federal ...

Negros e pobres estão mais expostos a riscos ambientais em capitais...

9 curtas produzidos por mulheres negras para assistir de graça

Marcha das Mulheres Negras volta às ruas em SP e cobra mais represe...