BLOG

Os quadrinhos de Alison Bechdel

Por Tamara Cleveland, voluntária da Biblioteca Caio Fernando Abreu

Nascida na Pensilvânia em 1960, a cartonista lésbica Alison Bechdel, alçou estrelato mundial nos quadrinhos ao publicar, em 2006, a premiada HQ “Fun Home”. Porém, Alison já era amplamente conhecida nos Estados Unidos por sua tirinha Dykes to watch out for (Perigosas Sapatas), série publicada por mais de duas décadas, que chegou a circular em mais de cinquenta jornais.

Foi de uma das suas tirinhas que saiu, em tom de piada, como ela mesma afirma em entrevistas, o que se tornaria o famoso teste feminista para filmes, levando assim o seu nome, Bechdel Test (Teste de Bechdel). Na tirinha The Rule, quando duas amigas caminham em frente ao cinema, uma delas sugere assistir a um filme, e a outra diz ter três critérios para a escolha: um, deve incluir pelo menos duas mulheres com nomes próprios; dois, que devem manter pelo menos uma conversação e três, sobre qualquer coisa que não se refira a homens.

Calendário

Descrição gerada automaticamente

Um simples teste ao qual milhares de filmes não são aprovados. Com grande genialidade, Alison, sem questionar a qualidade dos filmes entre bons e ruins, expõe a dificuldade deles em representar a mulher de forma participativa com uma visão de mundo, tendo vidas e problemas próprios que não girem em torno da órbita masculina. Em suas tirinhas, Alison abordou o dia a dia de um grupo quase todo composto por mulheres lésbicas, experienciando as mudanças sociais, culturais e políticas nos Estados Unidos em tempo real por mais de 20 anos.

O quadrinho que reúne uma compilação da série encerrada em 2008 “O essencial de Perigosas Sapatas”, publicado pela editora Todavia em 2021, ainda não está disponível no acervo da Biblioteca da Casa 1. Porém, duas outras obras de destaque estão prontas para o empréstimo:

FUN HOME: UMA TRAGICOMÉDIA EM FAMÍLIA

Publicado no Brasil pela Todavia apenas em 2018, o aclamado HQ é um verdadeiro marco para os quadrinhos autobiográficos. A autora, com grande sensibilidade e humor, navega por um labirinto de memórias, abordando sexualidade, família e morte por meio de um relato poderoso. 

Aos dezenove anos, pouco após revelar à sua família que era lésbica, Alison Bechdel recebe a notícia da morte de seu pai, ocorrida em circunstâncias que sugerem suicídio. Revisitando os caminhos de sua vida, marcados pelo ambiente da funerária localizada na casa da família, onde cresceu entre cadáveres, livros e arte, Alison embarca em uma busca pelo pai, um professor de literatura e gay não assumido, com quem sempre teve uma relação conturbada. 

“Fun Home” conquistou inúmeros prêmios, sendo destacado como o livro do ano pela revista Time, tornando-se a primeira história em quadrinhos a receber essa distinção.

VOCÊ É MINHA MÃE?: UM DRAMA EM QUADRINHOS

Em 2013, a editora Quadrinhos na Cia lançou no Brasil o segundo trabalho autobiográfico de Alison Bechdel. Nesta obra, a autora explora sua relação com a mãe, uma atriz apaixonada por música e literatura, que viveu um casamento infeliz. Sem perder o humor, a autora aborda, de forma emocionante, o abismo que se formou entre mãe e filha, como a interrupção dos gestos de carinho antes de dormir quando Alison tinha sete anos, marcando um afastamento permanente.

A HQ apresenta conceitos e aspectos teóricos variados, desde o título que faz referência ao livro infantil de P.D. Eastman sobre um passarinho em busca de sua mãe sem saber como ela se parece, trechos das obras do psicanalista Donald Winnicott, que estudou a relação mãe-bebê, citações de Virginia Woolf e até os relatos da vida amorosa monogâmica da própria autora. Ao buscar respostas e novas perspectivas para o futuro de mãe e filha, Alison compartilha seu processo de amadurecimento ao longo das reflexões de sua própria terapia e as estratégias que adotou para compreender seus sentimentos diante das experiências vividas.

Diagrama

Descrição gerada automaticamente com confiança baixa

Esses e outros títulos representativos LGBTQIAPN+ fazem parte do acervo da Biblioteca Caio Fernando Abreu. Conheça o espaço e faça a sua carteirinha de segunda a sábado, das 10h às 19h, na Rua Condessa de São Joaquim, 277, no bairro Bela Vista.

Boa leitura!

Foto de Capa: Ilustração de Alison Bechdel na HQ “O essencial de Perigosas Sapatas”

A Casa 1 é uma organização localizada na região central da cidade de São Paulo e financiada coletivamente pela sociedade civil. Sua estrutura é orgânica e está em constante ampliação, sempre explorando as interseccionalidade do universo plural da diversidade. Contamos com três frentes principais: república de acolhida para jovens LGBT (lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros) expulsos de casa, o Galpão Casa 1 que conta com atividades culturais e educativa e a Clínica Social Casa 1, que conta com atendimentos psicoterápicos, atendimentos médicos e terapias complementares, com foco na promoção de saúde mental, em especial da comunidade LGBT.

Notícias Relacionadas

Conheça Quinze Dias e outros 3livros representativos para ler e dep...

Encontro de Lutas: confluências entre o Dia Internacional de combat...

VoteLGBT participa do WebSummit Rio

23ª Feira Cultural da Diversidade LGBT+ transforma o Memorial da Am...

Espetáculo LGBT+ estreia gratuitamente em bibliotecas de SP

Sem apoio institucional, professores de SP combatem LGBTfobia com c...

Tudo que rolou na Casa 1 em abril

Babadeira, curso de maquiagem profissionalizante gratuito da Casa 1...

Movimento Indígena LGBTQIAPN+ lança manifesto durante Acampamento T...

Marina Lima celebra sua carreira em show único na Casa Natura Music...

O que rolou de graça na Casa 1 em março

Premiado filme espanhol, “20.000 espécies de abelha” se...