A justificativa para a falta de diversidade nas nossas vidas é sempre a mesma: ” mas é eu não conheço”. Essa frase tão curta e tão emblemática é usada para naturalizar as estratificações da nossa sociedade e justificar a perpetuação dos preconceitos que produzimos e reproduzimos.

Em tempos de redes sociais essa justificativa perde ainda mais o sentido: se nossos ciclos sociais não conta com pessoas plurais, o ambiente online é completamente aberto para convivermos com a diversidade, por isso listei 9 pessoas para você acompanhar e seguir, no caso mulheres extraordinárias, que brilham peitando o capacitismo e estão aqui para provar que mesmo diante das barreiras e do preconceito, são felizes e pleníssimas!

Preparada pra seguir esses mulherões?

1 – Stefany Krebs – jogadora do Palmeiras e identifica-se como lésbica e surda.

2- Leandrinha DuArt – Escritora, fotógrafa e identifica-se como mulher trans e com deficiência.

3 – Andreia de Oliveira – influenciadora digital e identifica-se como lésbica e surda.

4 – Vanessa de Oliveira – Militante e identifica-se como lésbica e PcD.

5 – Lais Souza – Palestrante, atleta e identifica-se como lésbica e tetraplégica.

6 – Ivone de Oliveira – blogueira, militante e ativista pela diversidade sexual e identifica-se como lésbica e cadeirante.

7 -Ana Cuentro –  Product Designer, palestrante e advogada de acessibilidade. Identifica-se como surda e lésbica.

8 – Malu Dini – UX Designer e dona de uma marca de roupas. Identifica-se como lésbica e surda.

Conhecem mais mulheres LGBT PCD incríveis? Manda pra gente!

Compartilhe:

Por Jorge Rodrigues

Jorge é o Social Media da Casa 1, um centro de acolhida e cultura LGBT, onde faz a produção de conteúdos e cuida das redes sociais da mesma. Formado em Jornalismo na Universidade Anhembi Morumbi, atuou como estagiário de Análise de BI trabalhando para diversas marcas e é LGBT e surdo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *