BLOG

Projeto Queermersão coloca a cultura LGBTQIA+ no centro do debate

Organizado pela BAPHO Cultural de Florianópolis, o evento acontece entre os dias 18 e 21 de abril, no âmbito online. As vagas são limitadas e gratuitas.

A diversidade da cultura LGBTQIA+ e suas nuances particulares será amplamente debatida numa série de oficinas formativas organizadas pela BAPHO Cultural de Florianópolis (SC), entre os dias 18 e 21 de abril.

Concebido como uma incubadora de cultura LGBTQIA+, o Projeto QUEERMERSÃO acontece no universo digital, tendo como premissa elucidar temáticas importantes para a compreensão da dimensão que a cultura LGBTQIA+ tem ocupado na contemporaneidade, no campo das artes e das culturas.

“O evento irá focar a produção cultural LGBTQIA+, de modo a emancipar as pessoas envolvidas a viabilizarem suas ideias”, destaca Thomas Dadam, idealizador e organizador da ação.

Totalmente gratuito, o Projeto QUEERMESÃO terá encontros virtuais com 2 horas de duração cada, dispondo de 4 eixos de discussões: Cultura LGBTQIA+; Produção Cultural LGBTQIA+; Políticas Públicas para a Cultura e Fomento Público e Privado; e Oficina de Escrita de projetos culturais.

Vagas limitadas

A BAPHO Cultural disponibilizará 30 vagas, sendo 5 reservadas para pessoas transgêneras e não-binárias, 5 para pessoas negras e mais 5 para pessoas surdas (o evento será acompanhado por intérprete de libras). Ao final do projeto, a organização concederá um certificado de participação para quem completar 75% da carga horária.  

As inscrições seguem até o próximo dia 16 de abril, através do link: https://forms.gle/qqjYXqTcJzhWXyyY9 

Sobre o idealizador

Os encontros serão ministrados pelo produtor cultural, cineasta e artivista Thomas Dadam, sócio-fundador da BAPHO Cultural, suplente de Cultura LGBTI+ no Conselho Municipal de Políticas Culturais de Florianópolis.

A Casa 1 é uma organização localizada na região central da cidade de São Paulo e financiada coletivamente pela sociedade civil. Sua estrutura é orgânica e está em constante ampliação, sempre explorando as interseccionalidade do universo plural da diversidade. Contamos com três frentes principais: república de acolhida para jovens LGBT (lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros) expulsos de casa, o Galpão Casa 1 que conta com atividades culturais e educativa e a Clínica Social Casa 1, que conta com atendimentos psicoterápicos, atendimentos médicos e terapias complementares, com foco na promoção de saúde mental, em especial da comunidade LGBT.

Notícias Relacionadas

Museu da Diversidade Sexual será reaberto em São Paulo

POC CON chega na 4ª edição com mais de 170 artistas, Cosplay Lip Sy...

Encontro de Lutas: confluências entre o Dia Internacional de combat...

VoteLGBT participa do WebSummit Rio

23ª Feira Cultural da Diversidade LGBT+ transforma o Memorial da Am...

Espetáculo LGBT+ estreia gratuitamente em bibliotecas de SP

Sem apoio institucional, professores de SP combatem LGBTfobia com c...

Movimento Indígena LGBTQIAPN+ lança manifesto durante Acampamento T...

Marina Lima celebra sua carreira em show único na Casa Natura Music...

Premiado filme espanhol, “20.000 espécies de abelha” se...

10 formas de saber mais sobre Libras e a comunidade surda

“Amor e outras Revoluções”, peça inspirada em obra de b...