Organizado pela BAPHO Cultural de Florianópolis, o evento acontece entre os dias 18 e 21 de abril, no âmbito online. As vagas são limitadas e gratuitas.

A diversidade da cultura LGBTQIA+ e suas nuances particulares será amplamente debatida numa série de oficinas formativas organizadas pela BAPHO Cultural de Florianópolis (SC), entre os dias 18 e 21 de abril.

Concebido como uma incubadora de cultura LGBTQIA+, o Projeto QUEERMERSÃO acontece no universo digital, tendo como premissa elucidar temáticas importantes para a compreensão da dimensão que a cultura LGBTQIA+ tem ocupado na contemporaneidade, no campo das artes e das culturas.

“O evento irá focar a produção cultural LGBTQIA+, de modo a emancipar as pessoas envolvidas a viabilizarem suas ideias”, destaca Thomas Dadam, idealizador e organizador da ação.

Totalmente gratuito, o Projeto QUEERMESÃO terá encontros virtuais com 2 horas de duração cada, dispondo de 4 eixos de discussões: Cultura LGBTQIA+; Produção Cultural LGBTQIA+; Políticas Públicas para a Cultura e Fomento Público e Privado; e Oficina de Escrita de projetos culturais.

Vagas limitadas

A BAPHO Cultural disponibilizará 30 vagas, sendo 5 reservadas para pessoas transgêneras e não-binárias, 5 para pessoas negras e mais 5 para pessoas surdas (o evento será acompanhado por intérprete de libras). Ao final do projeto, a organização concederá um certificado de participação para quem completar 75% da carga horária.  

As inscrições seguem até o próximo dia 16 de abril, através do link: https://forms.gle/qqjYXqTcJzhWXyyY9 

Sobre o idealizador

Os encontros serão ministrados pelo produtor cultural, cineasta e artivista Thomas Dadam, sócio-fundador da BAPHO Cultural, suplente de Cultura LGBTI+ no Conselho Municipal de Políticas Culturais de Florianópolis.

Por Casa 1

A Casa 1 é uma organização localizada na região central da cidade de São Paulo e financiada coletivamente pela sociedade civil. Sua estrutura é orgânica e está em constante ampliação, sempre explorando as interseccionalidade do universo plural da diversidade. Contamos com três frentes principais: república de acolhida para jovens LGBT (lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros) expulsos de casa, o Galpão Casa 1 que conta com atividades culturais e educativa e a Clínica Social Casa 1, que conta com atendimentos psicoterápicos, atendimentos médicos e terapias complementares, com foco na promoção de saúde mental, em especial da comunidade LGBT.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Oie, divide seu email com a gente?

Assim você pode receber nossas novidades a cada mês :)

Obrigada!

ERRO!

Casa 1 will use the information you provide on this form to be in touch with you and to provide updates and marketing.