BLOG

Veículos focados em questões de negritude para se informar

Depois do assassinato de George Floyd, um homem negro que foi morto por um policial branco na cidade de Minneapolis, nos EUA, levantar gigantescos protestos pelo país e também no Brasil, os debates raciais passaram a dominar a mídia e as redes sociais.

Aqui na Casa 1 o tema é recorrente e semana passada fizemos Aula Aberta: Racismo e Militarização nas Favelas e Periferias durante a Pandemia, ministrada por Gizele Martins,  jornalista e Mestre em Educação, Cultura e Comunicação em Periferias Urbanas e que pode ser visto aqui, além de muitos posts aqui no blog e programações constantes.

É importante ressaltar que o tema não deve vir a tona apenas quando casos específicos geram protestos. O combate ao racismo é recorrente porque é uma questão estrutural e está impregnado na nossa sociedade. Por isso listamos aqui alguns veículos que abordem sobretudo questões de negritude para que você se mantenha sempre a par das discussões:

Mundo Negro

É um dos portais mais antigos voltado a questões de negritude e conta com uma equipe experiente no segmento. A direção de Conteúdo e Parceiras é da Silvia Nascimento, jornalista formada na PUC-Campinas, que fundou o site após viver em Washington (DC), nos EUA, e perceber a qualidade da imprensa afro-americana. Para acessar clique aqui.

Alma Preta

Criado em 2015 por um grupo de jovens comunicadores da UNESP, o Alma Preta é uma plataforma de jornalismo que se especializou nas pautas raciais e produzem reportagens, coberturas, colunas, análises e produções audiovisuais com o enfoque na comunidade afro-brasileira. De quebra ainda contam com um podcast bacana sobre auto-estima, bem estar, o dia a dia da população negra e periférica. Você pode acompanhar aqui.

Ativismo Negro

É uma plataforma de mídia voltada para o público negro e tem como objetivo trazer informações e entretenimento que falem sobre equidade racial e políticas de ações afirmativas. Tem o perfil mais focado em ativismo como diz o nome, trazendo críticas ao racismo, desigualdade social e histórias de pessoas negras que lutaram pela comunidade. Dos os tópicos mais abordados: Psicologia, Moda/Estética, Literatura, Direito, Consciência Social, Feminismo Negro e Homossexualidade Negra. Leia aqui.

Notícia Preta

O Notícia Preta é, como os outros, um veículo que utiliza a linguagem antirracista para discutir preconceito, estereótipo e estigmatização da população negra na imprensa. Abordam economia, saúde, políticas públicas entre outras áreas levando em conta a questão racial pois defendem que o racismo é estrutural e que para elimina-lo na imprensa, é preciso um processo de uso de uma comunicação antirracista, com mudança de linguagem utilizada pelos veículos de comunicação, permitindo assim que a sociedade olhe melhor para os temas raciais. Acompanhe aqui.

Criola

Criola é uma organização de sociedade civil que busca defender os direitos das mulheres negras e atua na conscientização das mulheres, adolescentes e meninas negras para a luta contra racismo, sexismos, lesbofobia e transfobia por meio do desenvolvimento de ações afirmativas em relação à melhoria das condições de vida da população negra, sobretudo a mulher negra. A plataforma possui projetos, notícias, artigos, biblioteca e campanhas onde você pode se informar e aprender mais. Veja aqui.

Nós, Mulheres da Periferia

É um coletivo independente, transparente e apartidário formado por jornalistas mulheres moradoras de diferentes regiões periféricas da cidade de São Paulo. O objetivo desse coletivo é trazer conteúdos autorais feitos por mulheres e na perspectiva delas, abordando gênero, raça, classe e território. Destaque para aba O Quanto Somos Pretas que traz dados sobre a mulher negra da periferia. Link.

Preta e Acadêmica

O Preta e Acadêmica é um blog tocado por mulheres negras e acadêmicas que lutam para dar visibilidade aos casos de racismo nas instituições de ensino e usam isso como uma forma de combate a opressão que assola os espaços sociais que integram. Criada em janeiro de 2015, a página Preta e Acadêmica foi considerada em dezembro desse mesmo ano como um dos destaques de atuação e militância virtual pelo portal Blogueiras Negras. Suas criadoras participam de palestras e oferecem cursos de formação em diferentes áreas, buscando diminuir os casos de racismo e de desigualdade social. Leia aqui.

Blog Mulherias – UOL

Blog Mulherias é um espaço do portal  UOL dedicado a noticias sobre o universo das mulheres da periferia e trazem pautas como feminismo, racismo, moda, direitos humanos, cidadania, entre outros temas necessários.É tocado por jornalistas mulheres com um olhar preciso do que está rolando no mundo contemporâneo. Veja aqui

Blogueiras Negras

O Blogueiras Negras foi criado em março de 2012 pelas mulheres do Blogagem Coletiva da Mulher Negra, com o objetivo de incentivar a produção de textos sobre a relação entre duas datas importantes que são próximas em nosso calendário – 20 de novembro (Dia Nacional para nos lembrar de Zumbi dos Palmares e Dia da Consciência Negra) e 25 de Novembro (Dia Internacional de combate à violência contra as mulheres). É uma comunidade com cerca de 200 mulheres negras comprometidas a escrever sobre opressões como racismo, machismo, sexismo, lesbofobia, homofobia, luta de classe, entre outras coisas, Acompanhe aqui.

Conheçe mais sites? Conta pra gente nos comentários.

A Casa 1 é uma organização localizada na região central da cidade de São Paulo e financiada coletivamente pela sociedade civil. Sua estrutura é orgânica e está em constante ampliação, sempre explorando as interseccionalidade do universo plural da diversidade. Contamos com três frentes principais: república de acolhida para jovens LGBT (lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros) expulsos de casa, o Galpão Casa 1 que conta com atividades culturais e educativa e a Clínica Social Casa 1, que conta com atendimentos psicoterápicos, atendimentos médicos e terapias complementares, com foco na promoção de saúde mental, em especial da comunidade LGBT.

Notícias Relacionadas

Instituições fazem mapeamento de candidaturas LGBTQIAPN+ para as el...

Com o tema “Aquilombar é Cura”, a Parada Preta 2024 aco...

Senado aprova texto que cria recurso de proteção para LGBTQIA+ enca...

Como surgem e se espalham os projetos de lei contra LGBTQIA+ no Brasil

Ministério destina R$ 8,5 milhões em ações para população LGBTQIA+

Com texto e direção de Rodrigo França, espetáculo Angu combate este...

Paradas LGBTQIA+ viram alvo de perseguição política no Brasil

Casos de HIV cresceram 17% no Brasil, aponta boletim do Ministério ...

Deputadas federais LBTs apresentaram 21 PLs pró-LGBTQIA+, em 2023

Governo Lula anuncia a quarta edição da Conferência Nacional LGBTQIA+

‘Se for evento hétero, podem’: vereadores querem impedir criança na...

MDHC prorroga prazo para participação social em levantamento sobre ...