Neste domingo (10), será lançado o projeto Samba com as Mãos 2022, com a exibição do vídeo do samba-enredo da Águia de Ouro, campeã do Carnaval de 2020, traduzido em Libras.

Desde o último dia 6, os vídeos com tradução em Libras dos 14 sambas-enredo das escolas que pertencem ao Grupo Especial do Carnaval de São Paulo começaram a ser divulgados nas redes sociais (Instagram, Youtube e Facebook) da SMPED (Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência).

A divulgação segue a ordem dos desfiles no sambódromo nos dias 22 e 23 de abril, iniciando com Acadêmicos do Tucuruvi e finalizando com Império de Casa Verde. A previsão é que todos estejam no ar até o dia dos desfiles.

O Samba com as Mãos 2022 foi gravado em dezembro do ano passado e envolveu integrantes das escolas de samba, intérpretes de Libras e surdos.

Antes da etapa de gravação, há a fase de pesquisa e interpretação. É necessário um estudo e empenho específico nesse tipo de tradução, já que os sambas-enredo muitas vezes usam palavras de origem africana e ditos populares, e isso exige do tradutor um trabalho em conjunto com o autor da letra para que nada se perca e o contexto se mantenha.

Segundo a SMPED, o projeto é acompanhado por surdos até a sua conclusão.

Laila Sankari de Camargo Rosa é professora de Libras e pessoa surda. Ela é funcionária pública da (SMPED), consultora e uma das idealizadoras do projeto.

Rosa se comunica por Libras, mas é alfabetizada em português. Ela relatou, por e-mail para a reportagem, que sempre gostou de Carnaval e que, apesar de não ouvir, sente a vibração da música, do samba. A consultora explica que, antes do projeto, assistia aos desfiles, achava as fantasias bonitas, os carros, tudo muito interessante, mas não entendia qual era a mensagem passada, a história que cada escola trazia nos desfiles.

Porém, com a tradução em Libras, conseguiu compreender o contexto e, por isso, sente-se muito mais feliz e passou a gostar ainda mais da festa.

Mildes Ribeiro é uma das intérpretes de Libras do Samba com as Mãos, responsável neste ano, por traduzir três sambas-enredos: da Gaviões da Fiel, do Colorado do Brás e da Dragões da Real. “Estudamos cada samba-enredo, trabalhamos com o autor da letra para que consigamos encontrar palavras que traduzam mais fielmente o significado dentro da linguagem de sinais.”

Ribeiro, que é intérprete há 12 anos, conta que é uma grande emoção participar do projeto pela segunda vez. “A interpretação vai além do uso das mãos. Quem escuta sente emoção pelo tom de voz da outra pessoa. Para interpretar com Libras, usamos também o corpo e a expressão facial, para que assim a informação seja recebida da melhor forma possível. No caso, temos que transmitir a alegria do Carnaval.”

A secretária municipal da Pessoa com Deficiência, Silvia Grecco, diz que o objetivo é incluir as pessoas surdas e com deficiência auditiva para que, além de conhecerem as letras, sintam a vibração do samba.

“Percebemos que se sentem incluídos, um termômetro é que há muita divulgação dos vídeos nas comunidades de pessoas com deficiência”, diz.

Grecco conta que, neste ano, participarão no camarote da Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência, no sambódromo, cerca de 150 pessoas com deficiência, entre pessoas surdas, cegas, com deficiências auditiva e visual. No local, serão colocados telões com audiodescrição e os vídeos.

“Não é apenas convidar para o baile, mas chamar para dançar. Dar oportunidade para todos”, conta ela, que também tem um filho cego, de 15 anos, que participará de dois desfiles.

Foto: Divulgação.

Por Folha Press

A Folhapress é a agência de notícias do Grupo Folha e comercializa e distribui diariamente fotos, textos, colunas, ilustrações e infográficos a partir do conteúdo editorial do jornal Folha de S.Paulo, do jornal Agora e de parceiros em todos os Estados do país. O serviço da Folha Press foi contratado pela Casa 1 em março de 2021 para estimular o acesso à informação de qualidade, com responsabilidade ética e jornalística e é publicado junto de conteúdos produzidos pela equipe de comunicação e outra agências de notícia independentes, igualmente qualificadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *